iG - Internet Group

iBest

brTurbo

iG Gente


Pesquisar:

enhanced by Google


Home iGGenteNotícias

Notícias


27/07 - 09:30

Ana Paula Arósio de volta aos holofotes: depois de casamento secreto, filme gay e nova protagonista de novela

Gustavo Abreu e Ana Ribeiro, iG São Paulo


Cinema, minissérie, casamento: Ana Paula Arósio está de volta. Desde sua última participação em  novelas -- "Ciranda de Pedra", de 2008 --, ela passou dois anos longe dos holofotes, quando se dedicou basicamente à sua fazenda, no interior de São Paulo. Agora, porém, seu belo rosto reapareceu com tudo. A atriz está no ar na minissérie global "Na Forma da Lei", se casou em cerimônia (quase) secreta com o bioarquiteto Henrique Pinheiro, realizada no dia em que a atriz completava 35 anos, e se prepara para lançar, em outubro, o filme em que faz o papel mais polêmico de sua carreira, o de uma professora lésbica sofrendo por amor (Veja na galeria ao lado imagens de "Como Esquecer", cedidas com exclusividade ao iG Gente e o making of do filme, também exclusivo).  

  

 

 

De modelo teen a disputada protagonista de novelas da Rede Globo -- ela está reservada para o papel principal na próxima trama das oito da Globo, "Insensato Coração", de Gilberto Braga -- , Ana Paula Arósio conquistou seu lugar como atriz de primeiro time. A beleza certamente ajudou, mas são seu talento, sua dedicação e sua delicadeza que colegas de trabalho citam como suas grandes características. “Ana é uma atriz inteligente, disciplinada, estudiosa, além de ser muito talentosa. Ela se entrega ao trabalho, é quase possuída pelo papel que está fazendo”, diz o ator Cássio Scapin, que trabalhou com ela no teatro (“Harmonia em Negro”, do italiano Aldo Nicolai, em 1998) e na TV (“Um só Coração”, minissérie de 2004, em que ele interpretava Santos Dumont e ela Yolanda, o objeto de seu amor). “No trato, ela é delicada, carinhosa, simples, desencanada. Mas é, sim, insuportavelmente linda. Passei meses convivendo com ela e nunca me acostumei com tanta beleza, às vezes me pegava olhando para a Ana espantado. Mas ela não repousa em cima da beleza, não para aí. Ela quer mais.”


Para fazer o papel de Júlia, a professora que levou um fora da companheira de 10 anos e está tentando sobreviver e reconstruir a sua vida, Ana quase ficou deprimida de verdade. “Um dia a encontrei segurando uma pilha de livros e chorando, pensei que tinha alguma coisa errada, e ela explicou: ‘Estou na personagem!’”, conta Elisa Tolomelli, a produtora de “Como Esquecer”. “Ana é um atriz séria, comprometida, tem um olhar penetrante e seguro. Sem contar a beleza estonteante. Em Londres, fizemos uma cena onde ela deveria parecer dez anos mais nova e ela fez isso só na interpretação, sem maquiagem!”

 

Divulgação
Ana Paula e Murilo Rosa em cena do filme "Como Esquecer"

 


No processo de filmagem, Elisa se aproximou muito de Ana Paula, e estava entre os 100 convidados para o casamento secreto da atriz (veja mais). “Ela está vivendo um momento único e especial, com trabalhos incríveis e super feliz com o maridão. Na cerimônia, estava lindíssima. Foi tudo bastante emocionante e afetivo. Pelo visto, foi também uma decisão rápida da parte dela, pois o convite chegou muito perto da data, me pegou de surpresa!”


 

DIAS DE MODELO


 

Mesmo que não se contente em ser apenas bonita, Ana é dona de uma beleza incontestável. Olhos azuis, pele impecável, cabelo preto cacheado, Ana Paula chamou a atenção de uma publicitária aos 12 anos de idade, andando no supermercado. Logo conseguiu seu primeiro contrato, com a agência de talentos Galharufas. Durante um tempo, foi o rosto-símbolo da revista adolescente Capricho, da editora Abril. “A Ana Paula era praticamente sinônimo de 'Capricho'. Mesmo adolescente, era extremamente profissional e não tinha nada de boba ou mimada. Foi símbolo e ídolo para as leitoras da época, com seu brilho excepcional. Fez sua primeira viagem internacional conosco, para a Disney, e a equipe toda ficou encantada com ela", lembra Mônica Figueiredo, ex-diretora da Capricho.


 

Na sequência, iniciou uma bem-sucedida, porém curta, carreira nas passarelas, tendo desfilado nas semanas de moda europeias e norte-americanas, além de ser destaque em capas de revistas de beleza e comportamento. 
 

 

 
Ana Paula Arósio: sensação teen nas revistas de moda e comportamento

  

HILDA, GIULIANA, YOLANDA, MARIA, CONSUELO

 

Ana Paula notou logo que seu negócio era ser atriz e de cara explorou todas as possibilidades. Aos 18 anos estreou no cinema, no filme “Forever”, de Walter Hugo Khouri. Na TV, se destacou no elenco da novela “Éramos Seis”, do SBT. Se aventurou nos palcos em 1995 com a peça “Batom”, seguida de uma montagem da tragédia grega “Fedra”. Em 1998, o diretor Wolf Maya ofereceu seu primeiro papel principal na Rede Globo, a Hilda da minissérie “Hilda Furacão”, ao lado de Rodrigo Santoro.


 

Em 1999, no papel da imigrante italiana Giuliana Spoladore, protagonista de “Terra Nostra”, superprodução de época da Globo, Ana Paula definitivamente conquistou o seu lugar ao sol. Aos 24 anos, fazendo par romântico com Thiago Lacerda, entrou no time das atrizes mais bem pagas da emissora, com salário calculado em torno de R$ 30 mil. Continuou emprestando seu rosto lindo – e a essa altura bem famoso – para a publicidade. Foi escalada para ser garota-propanda da campanha “Faz um 21”, da Embratel, com contrato avaliado em R$ 1 milhão anual, por cinco anos.

 

TV Globo

  

 

A ANTI-ESTRELA

 

Ana Paula é uma das atrizes mais cobiçadas por diretores e autores da Rede Globo, e já participou de cinco novelas e seis minisséries. Atualmente, está no ar na série policial “Na Forma da Lei”, mas os capítulos foram gravados antecipadamente. Neste momento, Ana está viajando, em lua-de-mel.

Na volta vai cuidar da divulgação de “Como Esquecer”, que participa de alguns festivais de cinema nacionais antes de estrear no cinema, em outubro, e começa a gravar “Insensato Coração”.
 

[Siga o iG Gente no Twitter para saber tudo sobre os famosos]

 

TV Globo

 

Muito reservada, Ana Paula refuta o título de celebridade. Quando não está no Rio de Janeiro ou em São Paulo trabalhando, a atriz se refugia na sua fazenda, em Santa Rita do Passa Quatro, interior de São Paulo, onde cria cavalos e pratica hipismo.
 
Alguns namoros, embora discretos, se tornaram públicos. Em 1999, durante a festa de lançamento da novela “Terra Nostra”, assumiu o romance com o ator Marcos Palmeira, que durou um ano e meio. O casal chegou a dividir o palco na peça "O Diário Secreto de Adão e Eva". Nos bastidores de “Mad Maria”, de 2004, se aproximou do diretor Ricardo Waddington, e ele foi seu namorado por sete meses. Em 2008, namorou o jogador de pólo João Paulo Ganon. Em setembro do mesmo ano, engatou um romance de três meses com o cirurgião vascular Fábio Henrique Rossi. Havia ficado noiva uma vez, mas os planos de casamento acabaram de forma trágica quando, em 1996, aos 20 anos, a atriz assistiu ao suicídio de seu noivo, o empresário Luiz Carlos Tijurs. Na época, Ana Paula fazia um papel coadjuvante na novela “Razão de Viver”, do SBT.

 

AgNews
Ana Paula e o escolhido, Henrique Pinheiro

 

A paixão pelo marido, Henrique Pinheiro, 32 anos, começou em março de 2009, durante um torneio de hipismo em São Carlos, interior de São Paulo. Eles foram apresentados por um amigo em comum e logo descobriram o amor mútuo por cavalos. Mantiveram o romance longe das páginas de revistas até a cerimônia, em julho de 2010.

  

 
O casamento secreto de Ana Paula, em Santa Rita do Passa Quatro, foi capa da revista "ISTOÉ Gente"




Compartilhe



Você tem mais informações? Envie para o Minha Notícia


IMPRIMIR

|

ENVIE POR EMAIL

|

ADICIONE A FAVORITOS

|

iG CELULAR


.



.

.



Contador de notícias