Grande Rio e Mancha Verde são campeãs do Carnaval 2022
Reprodução: O Globo / GloboPlay
Grande Rio e Mancha Verde são campeãs do Carnaval 2022

Por conta da pandemia de Covid-19, os sambódromos da Sapucaí e Anhembi ficaram dois anos carnavais sem receber os tradicionais e festivos desfiles das escolas de samba. Com a data alterada para o feriado de Tiradentes, o carnaval 2022 chegou ao fim nesta terça-feira (26) com a apuração que consagrou Grande Rio e Mancha Verde como campeãs.

Com momentos de muita emoção, a festa este ano foi marcada pela felicidade proporcionada pelo retorno,  homenagens  às perdas relacionadas à covid-19 e enredos com críticas sociais e outras direcionadas ao cenário político brasileiro .

A apuração em São Paulo teve início com um momento de silêncio em homenagem aos que não puderam estar presentes na retomada dos desfiles, que em 2022 tiveram tamanho reduzido e desfalques na avenida. Além da coincidência de datas de desfiles, outra novidade deste ano foram as apurações simultâneas nas duas capitais.

Grande Rio é a vencedora na Sapucaí

A escola de samba  Acadêmicos do Grande Rio venceu a disputa do carnaval do Rio de Janeiro. A decisão foi anunciada após a apuração das escolas de samba nesta terça-feira, na Sapucaí.

Por meio de homenagem a Exu, divindade das religiões de matriz africana, o enredo da escola criticou a intolerância religiosa e teve como rainha da bateria a atriz Paolla Oliveira . Esta é a primeira vez que a Grande Rio conquista o primeiro lugar no Grupo Especial.

A vice-liderança ficou com a Beija-Flor, seguida por Viradouro (3º lugar), Vila Isabel (4º lugar) e Portela (5º lugar). Com homenagem ao humorista Paulo Gustavo , a  São Clemente foi rebaixada e desfilará no próximo ano pela Série Ouro.

Leia Também

Mancha Verde é campeã em São Paulo

Com enredo "Planeta Água", a  Mancha Verde foi eleita campeã do Carnaval de São Paulo. O anúncio foi dado durante apuração no Sambódromo do Anhembi. 

O tema tinha como objetivo mostrar a importância da água para a natureza e seu papel em rituais religiosos. A rainha da bateria, Duda Serdan , com apenas 17 anos, foi um dos destaques do desfile. Ela substituiu Viviane Araújo, que, em razão da coincidência de datas, não pode estar presente.

O segundo lugar ficou com a Mocidade Alegre, seguida pela escola Império de Casa Verde. Colorado do Brás e Vai-Vai foram rebaixadas para o Grupo de Acesso I.

Blocos de rua

Sem dar tempo de sentir saudade, os foliões de São Paulo não precisam se despedir do clima carnavalesco nesta terça-feira. Após impasse , a Prefeitura de São Paulo ofereceu aos blocos de rua a possibilidade da realização de desfiles, desta vez de forma oficial, nos dias 16 e 17 de julho.

** Nara Faria é repórter de Hard News em Último Segundo e formada em Jornalismo pela Universidade Presbiteriana Mackenzie. Tem experiência em Assessoria de Imprensa e criação de conteúdo. Apaixonada por cultura, questões políticas e sociais, livros e música.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários