Tamanho do texto

Distribuidora brasileira trouxe o elenco de “Power Rangers” e o ator mexicano Carlos Villagrán que emocionou o público no audiório Cinemark

Em sua estreia na CCXP , a Paris Filmes se esforçou para manter o bom nível que o evento vem apresentando nesta edição de 2016. Para isso, trouxe a maior parte do elenco do aguardado “ Power Rangers ”, que estreia em 23 de março de 2017. Naomi Scott (ranger rosa), Dacre Montgmorey (ranger vermelho),   Ludi Lin (ranger preto) e RJ Cyler (ranger azul) foram os responsáveis pela maior lotação do gigantesco auditório Cinemark montado no pavilhão da São Paulo Expo.

Leia mais: Protagonista de "Breaking Bad" fará novo filme dos "Power Rangers

Painel da Paris Filmes na Comic Con tem público recorde e mais surpresas
Divulgação
Painel da Paris Filmes na Comic Con tem público recorde e mais surpresas


“Eu acho que esse filme tem tudo a ver com o Brasil”, observou Lin, “já que é um filme sobre a união. Eu gostaria muito que vocês vissem esse filme com amigos”. Demonstrando incrível entrosamento e parecendo realmente estarem se divertindo, os atores brincavam entre si e faziam questão de serem generosos com o público. A todo grito de “azul”, RJ Cyler levava o público no painel da Paris Filmes à loucura.  “É um sonho de toda criança fã de Power Rangers se tornar um e agora eu sou um Power Ranger. Gente, isso é insano”, declarou para delírio da plateia.

Além dos elogios a Bryan Cranston e Elizabeth Banks, que fazem os vilões do filme, os atores falaram sobre como foi a preparação para a produção. “Ir para a academia e fazer ioga até o início das filmagens era tudo que eu sempre pedi a Deus”, brincou Montgmorey. Já a britânica Scott disse que fez seu sotaque a partir dos filmes estrelados por Lindsay Lohan. “Obrigado Lindsay. Devo minha carreira a você”.

Leia mais: Divulgada a primeira foto dos novos uniformes dos "Power Rangers"

Homenagem a Chapecoense

Carlos Villagrán, o Quico, aplaude homenagem à Chapecoense
Reinaldo Glioche/iG
Carlos Villagrán, o Quico, aplaude homenagem à Chapecoense


Após apresentação de “Power Rangers”, foi a vez de Danielo Gentili subir ao palco para exibir material inédito do filme que escreveu a partir de seu livro, “Como se Tornar o Pior Aluno da Escola”. Um dos destaques do filme é o ator mexicano Carlos Villagrán, que ganhou fama no Brasil por interpretar o personagem Quico no icônico seriado “Chaves”, exibido pelo SBT. Villagrán pediu a palavra para homenagear a Chapecoense. “Quero que saibam que o México traz suas condolências por essa tragédia com o time da Chapecoense. Gostaria de pedir um minuto de aplausos para o céu”.

Gentili disse que foi um prazer inenarrável trabalhar com o mexicano. “Se você acha que ele é bom. Espere até trabalhar com ele. Você verá que ele não é bom. Ele é um verdadeiro gênio”. Para Gentili, que também atua no filme, esse é um filme que vai tentar corrigir um dos maiores problemas de nossos tempos. Esse hábito pernicioso de “se cagar regra”. “Acho que é a primeira vez na história que a geração dos velhos é mais legal do que a geração dos jovens. Nosso filme traz uma mistura de Ferris Bueller com senhor Miyagi”.

Painel da Paris Filmes na Comic Con
Reinaldo Glioche/iG
Painel da Paris Filmes na Comic Con


Leia mais: Divulgada primeira foto de Elizabeth Banks como Rita Repulsa em "Power Rangers"

Outras novidades

A Paris Filmes apresentou, ainda, outras duas produções nacionais que estreiam em 2017. “Internet – o Filme”, baseado em uma ideia do ex-colega de CQC de Gentili, Rafinha Bastos, e “Eu fico Loko”. Ambos os filmes trazem youtubers, webcelebridades e influenciadores digitais para o primeiro plano no cinema. Mas quem roubou a cena foi o ator Paulinho Serra, que faz uma ponta em “Internet – o Filme”. “Fui um traficante viado nos tempos que o YouTube não pagava nada. Dei 80 milhões de views e não ganhei um real”.