Médico dá início ao quadro "Brasil sem Cigarro", no Fantástico, onde mostrará a batalha de três fumantes para deixar o cigarro

Drauzio Varella
TV Globo
Drauzio Varella

O Dr. Drauzio Varella convocou 25 milhões de brasileiros a aderir à campanha "Brasil sem Cigarro" na noite de domingo (13), durante o programa "Fantástico", da TV Globo: decretou este dia como sendo o ponto inicial para os fumantes deixarem de fumar. "O primeiro passo a ser dado é marcar uma data para parar. Tenho moral para falar isso porque eu fumei dos 17 aos 33 anos e sempre falava que um dia iria parar e não parava", falou. "O dia é hoje", avisou ele, que é ex-fumante há 32 anos.

Siga o iG Gente no Twitter e receba as notícias das celebridades em tempo real

Na série "Brasil sem Cigarro", o Dr. Drauzio Varella acompanhará o cotidiano de três fumantes e mostrará o processo para largar o vício. O quadro terá 6 episódios e cada um será exibido a cada domingo. 

VEJA AINDA: O que a ciência já sabe sobre os efeitos do cigarro, como o fumo age sobre o corpo e dicas para quem deseja parar

C amila Cidade tem 29 anos, é analista de lojística, fuma desde os 18 e atualmente "mata" dois maços e meio de cigarro por dia. Já a auxiliar judiciária Cristiane Góis começou a fumar mais cedo: aos 13 anos. Hoje aos 43, fuma quase dois maços de cigarro por dia e já sente na pele um dos problemas que a nicotina ocasionou em sua saúde: a rouquidão. O único homem da "competição", e o mais velho dos três, é Carlos Cesar , de 50 anos. Chefe de uma oficina mecânica, começou a fumar aos 15 anos e hoje consome dois maços de cigarro por dia.

LEIA MAIS: O mapa do fumo no Brasil: Veja o total de fumantes, ex-fumantes e fumantes passivos do País

Nesta primeira etapa do programa Varella preparou para os participantes uma prova de avaliação física - corrida, caminhada e subida de escadas -, e uma checagem do nível de monóxido de carbono (CO) expirado por eles. Como era previsto, nenhum dos três correspondeu às expectativas do que seria ideal.

Varella ainda mostrou o estado de um pulmão de um fumante e de um não-fumante para Carlos. "É horrível. Esta cena vai ficar muito tempo na minha memória", disse ele.

Antes de iniciar a maratona os participantes se reuniram com amigos, familiares e colegas de trabalho para pedir apoio durante o percurso. "Por favor, tenham paciência comigo porque ficarei brava, nervosa e irritada, mas tudo isso vai passar", falou Cristiane. "Quero assumir esse compromisso na frente de vocês e pedir ajuda", declarou Camila.

LEIA TAMBÉM: Como o cigarro afeta o corpo: as principais doenças e condições causadas pelo hábito de fumar

Drauzio também contou com o apoio dos apresentadores do programa global. Ao lado de Patrícia Poeta , esteve em Porto Alegre, e na companhia de Zeca Camargo estendeu o ritual ao Rio de Janeiro. Eles levaram informações sobre o tabagismo e orientações de como deixar o vício, tanto para os que desejam largar o cigarro como para aqueles que convivem com fumantes.

Mais oito cidades do país estarão na rota do "Brasil sem Cigarro" com palestras, dicas e serviços de saúde gratuitos. Os próximos locais a ser beneficiados são Fortaleza e Belo Horizonte. Nesses pontos estão sendo "implantados" uma grande lixeira com o logotipo da atração com a finalidade de depósito, definitivo, de maços de cigarros. "De todas as drogas, a nicotina é a mais difícil de largar, por isso estou convocando e percorrendo o Brasil para vencer esta guerra contra o cigarro", falou Varella. No decorrer do programa serão aceitos e mostrados vídeos com depoimentos sobre as dificuldades e os resultados positivos de pessoas engajadas na campanha. 

VEJA MAIS: As substâncias presentes no cigarro

A campanha Brasil sem Cigarro é uma parceria da TV Globo com o SESC (Serviço Social do Comércio) e o INCA (Instituto Nacional de Câncer). Segundo o INCA, o Brasil tem mais de 25 milhões de dependentes de nicotina, sendo que 90%, começam a fumar abaixo dos 18 anos. É decretado o dia 29 de agosto como o dia Dia Nacional de Combate ao Fumo.

A seguir conheça os três participantes do Brasil sem Cigarro:

Camila Cidade: psicóloga, 29 anos, fuma desde os 18
Reproduçao TV Globo
Camila Cidade: psicóloga, 29 anos, fuma desde os 18

Camila Cidad e : 29 anos, analísta de lojística, fuma desde os 18 e "mata" dois maços e meio de cigarro por dia.

Cristiane Gois: funcionária pública, 43 anos, fuma desde os 13
Reproduçao TV Globo
Cristiane Gois: funcionária pública, 43 anos, fuma desde os 13

Cristiane Góis : 43 anos, auxiliar judiciária, fuma desde os 13, e atualmente, é dependente de quase dois maços de cigarro por dia

Carlos Cesar: supervisor em uma oficina mecânica, 50 anos, fuma desde os 15.
Reproduçao TV Globo
Carlos Cesar: supervisor em uma oficina mecânica, 50 anos, fuma desde os 15.

Carlos Cesar : 50 anos, chefe de uma oficina mecânica, fuma desde os 15 anos e hoje consome dois maços de cigarro por dia.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.