Mario Frias, Ivete Sangalo e Jair Bolsonaro
Reprodução/Instagram
Mario Frias, Ivete Sangalo e Jair Bolsonaro


Após  Ivete Sangalo incentivar o público de um show em Natal, no Rio Grande do Norte, a gritar insultos contra o  presidente, e este, logo que teve alta do hospital Vila Nova Star, em São Paulo, onde estava internado desde a segunda-feira (3) para tratar uma obstrução intestinal causada por um camarão, contra-atacar e dizer que ela está chateada por ter acabado "aquela teta gorda de pegar até R$ 10 milhões da Lei Rouanet", foi a vez de  Mario Frias entrar em cena.


Ao compartilhar o levantamento publicado pela coluna de Guilherme Amado, do site "Metrópoles", que mostra que a apresentadora do "The Masked Singer Brasil" não teve nenhuma iniciativa cultural aprovada pelo órgão, o  secretário especial usou o microblog para afirmar que tudo não passa de "truque retórico para enganar os leigos", já que as propostas eram feitas por produtoras. "Não estavam em seu nome, mas Ivete era a artista do evento", justificou o  ex-galã de "Malhação".


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários