Trindade é personagem de Gabriel Sater na novela
Reprodução/montagem
Trindade é personagem de Gabriel Sater na novela


Intérprete de Trindade na versão atual de "Pantanal", Gabriel Sater está muito feliz por atuar como o peão que tem pacto com o cramulhão . O ator, filho de Almir Sater, que interpretou o personagem na versão original da novela, em 1990, conta detalhes da produção e afirma que passou por uma situação sobrenatural em uma das cenas que Trindade está possuído. 


Gabriel relembra que na cena em que ele está ao lado de Jove (Jesuíta Barbosa), escolhendo um cavalo para a disputa da sela de prata com os irmãos, uma situação sobrenatural ocorreu quando ele mudou para Trindade possuído. 

"Estava com um cavalo naquela relação com ele, normal. Aí encosta o cramulhão, eu mudo minha frequência, muda toda minha questão corporal, muda minha intensidade. Na hora o cavalo relinchou no meio da cena, sabe assim? Foi uma explosão na hora que eu não acreditei. O cavalo estava quietinho", conta. 

O ator diz que a mudança de energia na cena pode ter afetado a situação. "Toda aquela energia, sabe? Você vê como que as energias não devem ser esquecidas, são muito importantes. Tanto que, todo dia antes de entrar em cena faço uma oração, peço proteção, porque estou lidando com energias que eu desconheço", pontua. Veja a cena:

Para ele, os animais são sensitivos. Sater conta que diversas vezes, trabalhando como cramulhão, algum animal reagia. Gabriel ainda diz que ouviu diversas lendas do pantanal e começou a crer quando conversou com peões para se preparar. 

"Quando cheguei no pantanal, pesquisei com eles o pacto em outras questões. Muitas pessoas falaram que o pai teria feito oferendas para aprender a domar cavalo, lidar com animais. Muitas pessoas confidenciaram que fizeram para domar animais", conta. 

E ele prefere acreditar nas histórias pantaneiras. "Esse mundo sobrenatural tem muito que a gente não conhece. Quanto mais eu sei, mais eu sei que eu nada sei", afirma, rindo. 

O personagem, apesar de misterioso e sobrenatural, trouxe diversas amizades para Gabriel. O ator tece elogios para Camila Morgado, que interpreta Irma, interesse romântico de Trindade na novela adaptada por Bruno Luperi. 

Para ele, a atriz é "fascinante, perfeccionista, generosa, amável e incrível". Gabriel afirma que admira ainda mais a atriz após conhecê-la presencialmente. "Tem vezes que você é fã da 'pessoa jurídica' e ao conhecer a 'física' acontece de não ter o encantamento. Mas com a Camila foi diferente, eu fiquei ainda mais fã dela, com a maneira com que ela me recebeu, me trata, como ela é generosa, como a gente troca", pontua.

Gabriel entrega que escreveu seis músicas originais durante a produção da novela e que uma delas foi pensada através da personagem de Camila Morgado. "Eu escrevi uma música para ela e para a Irma, 'Noite de Tempestade', que escrevi com Sá, de Sá e Guarabyra. Deu certo, a Camila amou a música, a produção também e virou a música do casal na novela", conta. 

Sater também diz que a produção permitiu que ele tocasse as músicas em cena e que logo estarão no ar em "Pantanal". "Uma delas vem aí e em homenagem ao Marcos Palmeira, o nome é 'Curupira'", indica. 

De Marcos Palmeira, que atua como Zé Leôncio, Gabriel também tem diversos elogios e relembra que o artista e Irandhir Santos o ajudaram a compor o personagem e deram dicas em cena.

"Quando eu não tinha a preparadora, eu recorria a eles para ter ajuda. Tenho um carinho enorme com os dois. Trabalhar com os dois requer alto nível, são titãs da dramaturgia", elogia. Para ele, os atores são duas figuras "espetaculares". 

Gabriel se pressiona para entregar uma boa atuação, justamente por trabalhar com grandes nomes. "Cada cena eu brinco nos bastidores que é um Everest. São muitas dificuldades e complexidades, tem que ouvir o tempo inteiro. Eu chego pronto de uma maneira pronto por muitas coisas serem criadas em cena. É um Everest por dia", pontua. 

Irma e Trindade fazem sucesso nas redes sociais


Nas redes, há até um shipp entre os personagens de Gabriel e Camila: Trirma. O ator se diz feliz pelo carinho que recebe dos fãs. "É gratificante e a gente faz pensando que eles vão gostar. Sempre torço pelo meu lado, meu viés, o Zé Lucas teve chances, não sabe o que quer, mas eu torço pelo Trindade, que quer ela de verdade e tem amor sincero. É um amor pé no chão, não é um endeusamento", elogia ao declarar torcida pela relação com Irma. 

O ator garante que não sabe o fim de Trindade. "Eles seguraram para eu não saber, é angustiante. Sinto aperto no coração se eu tiver que ir embora, não vai ser fácil, mas saberei lidar. A Camila sabe do final, o Irandhir não sei, pode ser que saiba, estou para saber o final, estou naquele jogo de 'vai não vai'. Essa resolução final eu não sei, eu quero ficar!", aponta. 

Caso o Trindade atual tenha o final da versão original, em que some e deixa Irma grávida, Gabriel se sentirá mal. Para ele, o personagem é um dos mais incríveis que fez na vida. "Estou em um momento muito preocupante pessoalmente, porque quando acabar a novela, vai ser muito difícil porque estou amando fazer", lamenta.

Sonho de infância

Gabriel e Almir Sater interpretaram mesmo papel nas duas versões de 'Pantanal'
Reprodução/Globo - 06.06.2022
Gabriel e Almir Sater interpretaram mesmo papel nas duas versões de 'Pantanal'


Na época da versão original, Gabriel tinha 10 anos e era apaixonado pelo personagem e os mistérios que rodeavam a história de Trindade. "Eu amava o personagem e assistia todos os capítulos. Minha mãe ficava um pouco brava, porque eu era novo e o horário era ruim, pessoas sem roupa passavam, mas ela deixava porque meu pai passava na televisão e eu queria assistir, ainda mais que meu pai é meu maior herói e ídolo", conta.

Ele diz que o pacto, a viola e o romance com Irma eram os aspectos que mais o fascinavam. "Eu tinha apreço pelo personagem, fiquei até triste quando ele foi embora. Meu pai me acalmou, falou que era outro projeto bonito, e eu fui atrás dele na produção de 'Ana Raio e Zé Trovão', amava aquela novela", relembra.

O sonho era tão grande que Gabriel se animou para os testes logo no lançamento da produção. O ator lembra que estava procurando um convite para um teste desde a matéria no "Fantástico", em setembro de 2020. "Fiquei mega animado e tentei fazer o teste. Ele aconteceu no dia que eu iria fazer uma viagem estilo lua de mel com a minha esposa, em novembro de 2020. Cancelamos a viagem, as reservas, porque era um sonho meu e da minha esposa, de fazer essa novela", conta. 

Almir Sater ajudou a compor o personagem atual 

Gabriel Sater teve a ajuda do pai
Reprodução/Instagram
Gabriel Sater teve a ajuda do pai


O pai, que fez sucesso com o peão em 1990, deu dicas para Gabriel compor o peão. Ele conta que foi atrás de Almir durante a época de testes. "Antes de passar no teste sondei ele para informações, perguntando o que movia o Trindade para ele, colhi de tudo, criei um livro para o meu personagem com estudo e leio antes de entrar em cena", entrega. 

Gabriel diz que intensificou a pesquisa com o pai após passar no teste, principalmente quando leu a cena em que faz o duelo de viola com Almir. "Fui ao pantanal uns 40 dias antes da cena, dormia na rede, convivi com os peões, entendi o bioma, os costumes, relembrei tudo da minha infância, reconectei com meu pai e compus o duelo com ele", afirma. 

O duelo, segundo Gabriel, foi montado durante 70 dias ao lado do pai. "Todo dia a gente tocava um pouco, compunha, arranjava o duelo e, quando ficou pronto, ficamos muito felizes. Me preparei muito porque sou da formação violinística e me dediquei muito para ser virtuoso na viola como meu pai", relembra. 

Desafios em cena

Gabriel Sater estudou viola ao lado do pai
Reprodução/Globo
Gabriel Sater estudou viola ao lado do pai

Para Gabriel, o maior desafio em cena foi aprender a tocar viola como um bom violeiro. Mas diferente de Trindade, o ator não fez um pacto com o cramulhão. "Eu queria tocar muito bem, sem pensar e toco ao vivo, não tem nada dublado", pontua. 

Das outras dificuldades, Gabriel cita ter algo que o diferenciasse do pai. "A dificuldade foi que tivesse minha digital e fosse verdadeiro, pantaneiro, condizente com a história que meu autor conversou comigo e com o que eu acreditava", indica. 

O ator afirma que ser 'tomado pelo capeta' também é um desafio pela intensidade da cena. Ele diz que não consegue se desligar do personagem e pensa toda vez nas cenas. "Perdi noites de estudo praticando e muito bem respaldado por nossa preparadora de elenco, minha preparadora antes de ir para a novela", comenta. 

'Amor de Índio' virou trilha de Jove e Juma por acidente


Gabriel, que também está na trilha sonora da novela com a regravação de "Amor de Índio", de Beto Guedes, revela que fez a gravação para um projeto ao lado do maestro João Carlos Martins, sem relação com a novela, e por um pedido do maestro. Mas como já estava no elenco, decidiu mandar para o diretor. 

"Eu mandei para a direção meu álbum inteiro e a música, sabia que era muito concorrido, mas mandei para terem, né? Não incomodei diretor, não queria ser o 'chato da paróquia', mantive a expectativa baixa", relembra. 

Ele diz que se surpreendeu ao receber uma ligação da assessoria da Globo pedindo para ele fazer uma declaração sobre estar na trilha de Jove e Juma com a regravação. "Eu comecei a chorar no telefone, não acreditei, então assim, a música já é linda, ficou pantaneira e com o maestro genial e perfeito. Mais um sonho realizado nessa linda e humilde carreira", afirma. 

Gabriel conta que antecipou o lançamento da música em um mês por pedidos dos fãs. "Iríamos lançar 25 de junho, aniversário do maestro, mas tivemos que antecipar e lançamos sem o clipe", indica. 

"Quero dormir um pouco"

Para o futuro, Gabriel não pensa em emendar um trabalho com o outro. O ator afirma que quer dormir um pouco. "Só isso, quero dormir e ter férias. Faz seis anos que não tiro férias com minha esposa", afirma. 

Mas apesar da necessidade de férias, Gabriel não pensa em parar por muito tempo. "Já tô programando mil novidades. E aí caio para estrada, felizmente a Globo tem me liberado para alguns eventos nos finais de semana, tem sido muito importante para mim que eu tava muito carente dos shows, então, tô voltando agora", finaliza.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários