Dadá Coelho
Reprodução/Instagram
Dadá Coelho


No elenco do programa "A Culpa É da Carlota", toda terça-feira, a partir das 22h, no canal por assinatura Comedy Central, a humorista e roteirista piauiense Dadá Coelho, que já deu as caras na novela "Da Cor do Pecado", protagonizada por Taís Araújo, usou o Twitter para repercutir o caso de assédio de Marcius Melhem a Dani Calabresa, que ganhou  novos desdobramentos a partir de uma publicação feita pela revista "Piauí", na última sexta-feira (4).

Ao retuitar um texto de Carol Zoccoli sobre o tema, a eleita de Paulo Betti afirmou: "Passou um filme aqui". Mais do que isso, fez revelações da época em que comandava "A Gente Ganha Pouco, Mas Se Diverte", no dominical "Fantástico". "Só eu, Deus e meu biógrafo sabemos o que passei. Chefão cancelou, alegando: 'Você é muito nordestina para ter um quadro no jornalístico'. Chorei copiosamente lágrimas velhas", destacou logo no início do desabafo.

Porém, com a interação do público, a "cuscuz influencer", como consta na apresentação de seu perfil no microblog, foi trazendo à tona outras histórias. "Como que você faz o caminho de volta ao ser demitida com um argumento desses? Nunca baixei minha cabeça nem para pagar b*** para esses escrotos. Ai de mim se não fosse eu! Autoestima é a minha religião", disse, relembrando o veto que recebeu de uma das estrelas da casa, porém sem dar muitos detalhes.

"Uma apresentadora avaliou meu material e falou que não queria trabalhar comigo porque eu era muito inteligente e ela preferia o comediante que estava concorrendo comigo. Inteligência é você organizar seu caos. 'Chorei copiosamente lágrimas velhas dois.' Tem que acabar com o machismo, sobretudo com o assédio moral praticado por mulheres chefonas, que, muitas vezes, reproduzem o comportamento praticado pelos homens", concluiu a artista, recebendo o apoio de seus seguidores. 

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários