Carolina Brígido em sua última participação nos telejornais da CNN Brasil
Reprodução/CNN Brasil
Carolina Brígido em sua última participação nos telejornais da CNN Brasil


Durou pouco menos de seis meses a relação profissional de Carolina Brígido com a CNN Brasil. A jornalista, que estava no ar desde fevereiro, pediu as contas no início do mês para "organizar a vida". Com ela, a  lista de apresentadores e analistas que debandaram do canal de notícias somente neste ano aumenta ainda mais.





"Fui muito bem recebida na CNN e sou grata pelo aprendizado desses quatro meses e meio. Deixei na emissora excelentes colegas, pessoas generosas e competentes que levarei para a vida", disse a jornalista em nota enviada à coluna.

Carolina havia sido contratada no início do ano para reforçar o time de cobertura política, principal foco da CNN neste ano. Ela trabalhava no UOL e aceitou o desafio de ir para a TV, deixando o antigo emprego de lado. Mas algo ocorreu no meio do caminho e ela deixou o canal de notícias e voltou para a antiga casa. Ela estreou nesta segunda-feira (18) sua coluna no site.

A coluna já havia noticiado aqui que a CNN Brasil tem enfrentado uma debandada de funcionários que trabalham na frente das câmeras e também por trás delas. Entre os fatores que motivaram os pedidos de demissões, o principal é o "clima pesado" que rola nos bastidores. Conversamos em off com alguns dos que se desligaram recentemente, e a justificativa foi a mesma.

A saída precoce de Carolina reforça esse discurso, tendo em vista o curto período em que se dedicou. E o texto que publicou nas redes sociais anunciando a decisão de se desligar denota que algo não estava bem, embora ela tenha agradecido ao canal pelo período de experiência.

"Por decisão própria, deixo hoje a CNN. Agradeço a todos da emissora que me apoiaram nessa breve e intensa jornada. Tive o privilégio de trabalhar com profissionais incríveis e generosos. Faço agora uma pausa pra organizar a vida", escreveu ela.

Antes da CNN Brasil, Carolina trabalhou por 20 anos no jornal O Globo e na revista Época como repórter e analista. Foi para o UOL no início de 2021e agora retornou ao portal de notícias com sua coluna.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários