Dani Calabresa
Reprodução/ Instagram
Dani Calabresa


Dani Calabresa publicou um texto em suas redes sociais, na tarde desta sexta-feira (04), se pronunciando  sobre o assédio que teria sofrido de Marcius Melhem. Ela disse que nunca quis ser "vista como uma mulher assediada", mas que precisou se defender para recuperar sua saúde. A humorista ainda citou o medo e a vergonha que sentiu.

"Nunca quis ser vista como uma mulher assediada.. mas pra recuperar minha saúde precisei me defender. Nunca procurei a Imprensa. Tomei as medidas cabíveis pra conseguir ajuda. Tudo é muito difícil, dá medo, vergonha , mas temos que lutar por respeito e justiça. Não passarão. Assédio é crime!", começou.

Ela ainda agradeceu todo o apoio que tem recebido e declarou toda a sua gratidão à atriz e humorista Maria Clara Gueiros . "Obrigada pelas mensagens de apoio, agradeço demais a Manô Miklos e a Dra. Mayra Cotta pelo apoio. E preciso declarar aqui todo meu amor e gratidão a Maria Clara Gueiros, minha amiga do meio artístico que me apoiou desde o início! Que mulher maravilhosa! Amorosa! Justa! (E hilaria!)", continuou.

"Toda minha solidariedade às mulheres que passam por isso e têm medo de denunciar😰🙏 É impressionante a luta que uma mulher precisa travar pra provar que é vítima . DENUNCIEM!!!", finalizou.


Entenda o caso

Marcius Melhem foi acusado de assédio moral e sexual por diferentes atrizes e profissionais do núcleo de humor da Globo . Ele deixou a emissora em agosto e três meses depois a revista Piauí publicou uma reportagem revelando como teriam sido os bastidores dos supostos assédios e das denúncias.

Em 2017, Melhem teria assediado Dani Calabresa em uma festa de comemoração ao centésimo episódio do " Zorra ". Ele teria tentado beijá-la à força e mostrado o pênis para ela. Depois dessa ocasião, a comediante teria sofrido outros assédios, até que denunciou o chefe ao compliance da empresa.

A denúncia de Calabresa teria feito com que outras mulheres ganhassem coragem e também denunciassem Marcius por assédio. O caso vazou para a imprensa e o então diretor humorístico deixou a emissora. Os envolvidos no caso teriam ficado indignados pelo fato da Globo não ter citado os assédios como motivo do desligamento. Os profissionais cobram por mais transparência da empresa nas investigações do caso. Marcius Melhem nega todas as acusações.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários