Marcelo Adnet volta a falar sobre o caso Marcius Melhem
Reprodução/Instagram
Marcelo Adnet volta a falar sobre o caso Marcius Melhem

Marcelo Adnet se pronunciou sobre os novos desdobramentos do caso Marcius Melhem . O diretor do núcleo humorístico da Globo  foi acusado de assédio moral e sexual por diferentes atrizes e profissionais. Quando foi ao "Roda Viva", Adnet não comentou o caso e disse que ainda tinha dúvidas sobre o caso. Na ocasião, ele foi criticado, mas depois foi revelado que a situação era outra.

Segundo reportagem da revista Piauí, Adnet foi instruído pela Globo a não falar sobre o caso. Porém, nos bastidores ele fez parte do grupo que se organizou para dialogar com a emissora e cobrar mais transparência medidas mais duras ao lidar com as acusações. Foi o comediante quem mandou o email, que foi assinado por 30 pessoas da equipe de humor, para os superiores pedindo esclarecimentos.

No Twitter, um seguidor parabenizou o humorista pela atitude. "Um salve também ao Marcelo Adnet por ter liderado um bonde para fazer a cobrança pelo certo. E principalmente por ter aguentado as porradas quando não podia falar publicamente sobre o assunto. Deve ter sido foda segurar a língua quando todo mundo te chamava de passa-pano", escreveu o usuário da rede social.

"Obrigado. Fiz o mínimo, agi e respeitei totalmente o sigilo que as vítimas pediram. A história é muito pesada e traumática para os envolvidos", Marcelo Adnet respondeu.

Entenda o caso

Marcius Melhem foi acusado de assédio moral e sexual por diferentes atrizes e profissionais do núcleo de humor da Globo. Ele deixou a emissora em agosto e três meses depois a revista Piauí publicou uma reportagem revelando como teriam sido os bastidores dos supostos assédios e das denúncias.

Em 2017, Melhem teria assediado Dani Calabresa em uma festa de comemoração ao centésimo episódio do "Zorra". Ele teria tentado beijá-la à força e mostrado o pênis para ela. Depois dessa ocasião, a comediante teria sofrido outros assédios, até que denunciou o chefe ao compliance da empresa.

A denúncia de Calabresa teria feito com que outras mulheres ganhassem coragem e também denunciassem Marcius por assédio. O caso vazou para a imprensa e o então diretor humorístico deixou a emissora. Os envolvidos no caso teriam ficado indignados pelo fato da Globo não ter citado os assédios como motivo do desligamento. Os profissionais cobram por mais transparência da empresa nas investigações do caso. Marcius Melhem nega todas as acusações.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários