Em fevereiro de 2017, Victor Chaves foi acusado pela ex, Poliana Bagatini, de violência doméstica. Ela disse que levou chutes do cantor quando estava grávida e esse episódio marca o sertanejo desde então . Após três anos em uma espécie de reclusão, o cantor falou em entrevista à Folha de S. Paulo como passou esse tempo e revelou que entrou em depressão depois que o caso estourou na mídia.

Victor Chaves
Reprodução/Instagram
Victor Chaves fala sobre as acusações de ter agredido a ex

Na época, Victor era jurado do "The Voice Brasil Kids" e foi afastado do programa . Ele conta à Folha que focou na música para passar por aquele período. "Seis dias depois do episódio, quase tirei minha própria vida. Prefiro não entrar em detalhes”, ele relembra. "Vivi uma dor tão grande que só dormia e tocava. O que me salvou foi a arte. Durante uns sete meses, tomava banho de três em três dias. Eu me enfiei nos shows, mesmo envergonhado. Era música atrás de música para eu não pensar. Meus músicos me viam acabado, chorando", revela o sertanejo. 

Acusação

Poliana acusou Victor de tê-la agredido e usou câmeras de vigilância no elevador para isso.  O cantor foi condenado a 18 dias de prisão e uma indenização de R$ 20 mil por danos morais, mas recorre a essa decisão na Justiça. Ele nega as denúncias de agressão. 

"Se tivesse chutado uma mulher no chão não teria como não feri-la. O exame de corpo de delito deu negativo. Não havia marcas de agressão. Ela se levanta e diz: ‘Vou na delegacia ferrar com você e sua mãe'", argumenta. Victor também critica a maneira como os vídeos das câmeras foram usados pela mídia e diz que se o episódio não tivesse chegado na imprensa "teria sido um dia de caos que resultaria em separação". 

Atualmente, Victor e Poliana têm a guarda compartilhada dos filhos. Segundo a Folha de S. Paulo, a ex de Victor preferiu não se pronunciar na matéria para "manter um clima amistoso com Victor, pensando na saúde mental dos filhos".

Carreira

Depois da denúncia de agressão, Victor e Leo decidiram manter a dupla unida por mais um ano, para não atrelar o fim da parceria ao episódio turbulento pelo qual um dos integrantes estava passando. Eles trabalham por mais um ano e depois cada um seguiu o seu caminho , o que Victor considera como positivo.

"Foi um alívio. Percebi que fiquei 12 anos de fama sem respirar, sem viver, sem ir à padaria. Voltou a minha relação com o Leo, de irmãos, que estava se perdendo. É maravilhosa hoje. Ele vai na minha casa, eu vou na dele. No tempo de dupla, a gente não se frequentava. Pelo desgaste", revelou ao jornal.

    Veja Também

      Mostrar mais