Sertanejo, que faz dupla com Fernando, diz que fatura 20% do valor arrecadado por Luan e comemora sucesso de Michel Teló

Fernando e Sorocaba no camarim
Juliana Moraes
Fernando e Sorocaba no camarim

Prestes a lançar o novo CD e DVD gravado em Curitiba e que chega às lojas em março, Fernando e Sorocaba apresentaram mais um show na madrugada deste domingo (15) no Estância Alto da Serra, em São Paulo. Por lá, com a casa cheia e com recorde de público, apresentaram algumas novidades no show, como prometeu Sorocaba ainda nos bastidores. Músicas novas e uma aparição surpresa no meio da plateia, sem ter sua passagem vista pelo público, foram alguns dos destaques, antes da chegada do novo trabalho em 3D. "O 3D foi feito para o DVD, mas vamos usar mais no formato intimista, que serão shows pontuais que faremos no fim do ano. Mas teremos uma renovaçao em nosso show que vai acontecer agora", contou Sorocaba.

Siga o iG Gente no Twitter e receba as notícias das celebridades em tempo real

Ao lado de Fernando, ele também falou sobre a aposta em outros profissionais e a parceria com músicos como Luan Santana . "Temos uma sociedade e essa sociedade se perpétua. É a mesma porcentagem desde o começo", afirmou o músico e empresario que leva 20% dos lucros de Luan.

Michel Teló

Fernando e Sorocaba costumam apostar as fichas em nomes da música sertaneja e confessaram que, se tivessem a oportunidade, teriam investido em Michel Teló. "Apostaríamos nele mesmo antes do Tradição. Ele sempre foi muito talentoso. Nasceu com a sanfona no colo", brincou Fernando, sobre o talento do intérprete de "Ai, se eu te pego". A dupla afirmou ainda que já fez vários shows com Michel no início da carreira.

Fernando e Sorocaba se apresentam no Estância Alto da Serra
Juliana Moraes
Fernando e Sorocaba se apresentam no Estância Alto da Serra

Ainda sobre o investimento em outros artistas, a dupla comentou que, por enquanto, não diminuirá o número de shows por conta do excesso de trabalho longe dos palcos. "A intenção é continuar trabalhando. A gente quer se dedicar mais aos artistas do escritório, mas o trabalho continua", afirmou Fernando. No palco, Sorocaba mostrou que os investimentos na carreira da dupla seguem: "Ainda este ano vamos gravar com um artista country americano. Não podemos falar o nome, mas é grande", falou, em tom de suspense.

Empresários

Entre os artistas produzidos por Sorocaba está o Inimigos da HP. Antes de subirem ao palco, os meninos do grupo falaram sobre os comentários de que poderiam ser os substitutos do Exaltasamba, grupo que anunciou o fim em 2011 e está fazendo shows de despedida por todo o Brasil. "A gente não vai ocupar o lugar do Exalta porque todo mundo tem seu lugar. O Exalta fez um sucesso estrondoso nos últimos anos e com o fim da banda ficou uma lacuna para outro grupo assumir. A gente vai fazer nosso trabalho", afirmou Sebá, vocalista do Inimigos.

Ele ainda falou sobre o mais recente trabalho da banda, sob a batuta de Sorocaba. "O nosso último disco é diferente dos outros pela proposta de gravação, um pouco mais acústica. Valorizamos os instrumentos de samba que é nossa cara e com um papo superatual, moderno, de letra e melodia", explicou Sebá, que ainda elogiou o novo parceiro e comemorou a nova fase da banda, que ja esta na estrada há 12 anos. "Estamos felizes com esses toques. O repertoório está sob o comando dele. O Sorocaba é um cara com uma visão ampla e atual. Misturou a pegada do Inimigos com letras atuais".

O grupo Inimigos da HP também se apresentou em São Paulo
Juliana Moraes
O grupo Inimigos da HP também se apresentou em São Paulo

    Leia tudo sobre: Luan Santana
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.