Atriz entrega seu laptop à perícia, para ajudar a investigar a origem de suas fotos nuas que vazaram na internet. Google se comprometeu a tirar as fotos do ar

Estadão Conteúdo

Carolina Dieckmann chega à Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática nesta segunda-feira (07)
AgNews
Carolina Dieckmann chega à Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática nesta segunda-feira (07)
Carolina Dieckmann chegou acompanhada do marido, Tiago Worcman, e de seu advogado, Antonio Carlos Almeida Castro , conhecido como Kakay, na manhã de segunda-feira (07 de maio), no Rio de Janeiro. A atriz, que usava  óculos escuros e entrou na delegacia com a cabeça baixa, prestará depoimento ao delegado Gilson Perdigão sobre a publicação de imagens em que aparece nua na internet, na última sexta-feira (04). Carolina, que foi chantageada para que as fotos não vazassem, entregará seu laptop para perícia.

LEIA MAIS: Carolina Dieckmann avisou o Globo "imediatamente" sobre chantagens, diz advogado

PRIMEIRA VITÓRIA

As imagens, cerca de 36, até então publicadas em um domínio da Inglaterra, foram tiradas do ar nesta segunda-feira. "Conseguimos um acordo com o site e as imagens já saíram do ar. O Google também se comprometeu a eliminar as imagens de sua busca", disse Kakay ao iG nesta manhã.

VEJA TAMBÉM: Supostas fotos de Carolina Dieckmann nua caem na internet


Carolina Dieckmann e o marido, Tiago Worcman, tentam desviar dos fotógrafos
AgNews
Carolina Dieckmann e o marido, Tiago Worcman, tentam desviar dos fotógrafos

Apesar de afirmar que não existem suspeitas sobre o vazamento das imagens, Castro confirmou que o computador da atriz passou por manutenção há pouco tempo e que o conteúdo pode ter sido copiado. Carolina Dieckmann vinha sendo chantageada há cerca de um mês, por e-mail. As mensagens cobravam da atriz o valor de R$ 10 mil para que as imagens não fossem divulgadas. "Ela não cedeu em momento algum. Agiu com muita dignidade neste caso que pode ser emblemático. Chantagem é algo que nunca tem fim", afirmou o advogado.

LEIA TAMBÉM: Luana Piovani comenta supostas fotos nuas de Carolina Dieckmann

O caso será registrado nas áreas cível e criminal. De acordo com o advogado, a atriz pedirá na Justiça reparação por danos a sua imagem, assim que o culpado for identificado. Além disso, Castro pedirá uma liminar para impedir a publicação das fotos sob pena de multa diária. Na área criminal, o caso será enquadrado como furto e tentativa de extorsão, já que não há na legislação brasileira a tipificação de crimes virtuais. "Não existe uma legislação forte e específica para este tipo de crime. Existem muitos projetos tramitando, mas ainda estamos muito atrasados em relação a isso", afirmou Castro. "É preciso ter seriedade sobre essa questão. É uma exposição excessiva da imagem, inclusive de seu filho. Ela quer preservar sua intimidade e os direitos de sua família."

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.