A participação do maestro Dante Mantovani no “Live”, da CNN Brasil , foi marcada por um climão. Após ser novamente nomeado presidente da Funarte, ele acabou chamando a apresentadora da atração, Mari Palma , de repórter e deu a entender que ela passou uma informação errada antes da sua entrevista ao vivo. Phelipe Siani interrompeu o discurso e defendeu a parceira de bancada.  

Leia também: CNN estaria de olho em jornalista da Record demitido e trocado por ex-Globo

Live na CNN
Reprodução/CNN
Dante Mantovani participou do "Live", na CNN, apresentado por Phelipe Siani e Mari Palma


Leia também: Jornalistas brigam ao vivo por causa de suposto remédio para Covid-19; assista

Dante Mantovani começou a entrevista dizendo: “Gostaria de agradecer o espaço de estar aqui com vocês porque todas as vezes que eu fui nomeado eu fui bombardeado pela mídia e nunca me deram um espeço para colocar a minha versão dos fatos”.

Foi então que o maestro disparou: “A repórter aí acabou de dizer que eu fui demitido da outra vez por causa de um vídeo e não procede, eu não fui demitido por causa de um vídeo. O vídeo que a senhora falou aí, eu gravei antes de ser nomeado, tá? Isso tem que ficar muito claro”.

Leia também: Jornalista da Globo é demitido após deixar nude aparecer ao vivo

Aparentemente incomodado, Phelipe Siani cortou o entrevistado e falou: “Só para ficar claro, maestro, desculpa interromper o senhor, não é repórter é apresentadora do ‘Live’, a Mari Palma”. Sobre o polêmico vídeo, que Dante Mantovani relaciona o rock ao satanismo, o jornalista relembrou que a gravação teve uma grande repercussão na época da demissão e Mari Palma concordou.


    Veja Também

      Mostrar mais