Um suposto remédio que ajuda a melhorar os sintomas da Covid-19 gerou polêmica em um noticiário da rádio Cultura do Nordeste , em Caruaru, Pernambuco. Tudo começou quando o jornalista Davi Cardoso disse que falaria de um medicamento que soube que uma pessoa tomou e, supostamente, melhorou do coronavírus. Elaine Dias, âncora do jornal, ficou incomodada disse que eles tinham que tomar cuidado com o que noticiavam enquanto veículo de comunicação.

Leia também: Jornalista da Globo é demitido após deixar nude aparecer ao vivo

Rádio Cultura do Nordeste
Reprodução/Instagram
Jornalistas discutiram ao vivo na rádio Cultura do Nordeste


Leia também: Jornalista expõe brigas e intrigas com a Globo em carta de demissão

Davi Cardoso falou que ia divulgar o nome da pessoa que tomou o remédio, pois estava autorizado. Elaine Dias logo rebateu: “Uma pessoa tomar [o remédio] não significa que seja eficaz. Davi, cuidado com essa informação, a gente é um veículo de comunicação . Vai dizer que uma pessoa de não sei das quantas tomou um remédio e está bem?”.

Incomodado, o jornalista disse que daria a informação completa. “Vou falar apenas a medicação que essa pessoa tomou, ela estava com coronavírus e melhorou consideravelmente”. Elaine acrescentou que não há certeza disso porque não há comprovação científica. Davi rebateu dizendo que quem estava afirmando isso era o pai da pessoa que tomou o remédio e a âncora ressaltou que esse pai não era cientista.

Leia também: CNN estaria de olho em jornalista da Record demitido e trocado por ex-Globo

A discussão foi ficando mais calorosa e os jornalistas foram aumentando o tom de voz. No fim da briga, Davi perguntou quem tinha ganhado e Elaine explicou: “Não estou aqui para ganhar, estou aqui para informar”. Assista a discussão completa:  

Ver essa foto no Instagram

Olha a treta que aconteceu na rádio de Caruaru, em Pernambuco

Uma publicação compartilhada por Virei Jornalista (@vireijornalista) em


    Veja Também

      Mostrar mais