O discurso do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), da última terça-feira (24), sobre a pandeia do novo coronavírus gerou críticas de autoridades, especialistas e da imprensa.

Leia também: Bonner quebra protocolo no "JN" e admite medo de adoecer

Octávio Guedes arrow-options
Reprodução
Octávio Guedes

Na Globo News , por exemplo, o comentarista Octávio Guedes disse que o discurso de Bolsonaro foi o maior de "Napoleão de hospício" da história da República brasileira.

Leia também: Por causa do coronavírus, Globo Goiânia pode sair do ar

"Nós assistimos ao maior discurso de Napoleão de hospício da história da República brasileira. De (Marechal) Deodoro a Bolsonaro, ninguém teve uma postura tão radical de Napoleão de hospício como ele. Não me refiro a Napoleão de hospício fazendo alusão às faculdades do Bolsonaro, não porque não sou psiquiatra, precisa de um especialista para entender a mente dele. Eu me refiro à postura e ao discurso como estratégia política", disse ele, explicando o termo.

Leia também: Após mais de 20 anos, Angélica não renova contrato com a Globo

"Ele inicia na vida política quando troca o uniforme de militar pela fantasia de Napoleão de hospício, quebra hierarquia, faz agitação nos quartéis, faz tudo que um bom militar jamais faria, e faz com essa fantasia de Napoleão de hospício. Desde então ele nunca mais tirou essa fantasia e foi com ela que chegou à presidência. Um verdadeiro Napoleão de hospício", completou o comentarista da Globo News .

    Veja Também

      Mostrar mais