Tamanho do texto

Durante seu programa na Band, apresentador falou sobre o episódio em que o presidente da república insinuou que um jornalista era homossexual

Na última sexta-feira (20) foi ao ar mais uma edição do "Brasil Urgente", noticiário vespertino comandado por José Luiz Datena. Durante uma etapa do programa, o apresentador da Band falou sobre a postura do presidente Jair Bolsonaro (sem legenda) perante a imprensa. Recentemente, o correligionário chamou atenção por insinuar que um jornalista que o entrevistava era homossexual. 

Leia também: O futuro incerto da Band com Datena candidato: como fica a emissora?

Datena arrow-options
Divulgação
Datena

Sobre o episódio, Datena aegou que "não adianta" tentar mudar o comportamento de Jair Bolsonaro . "Uma coisa que eu tenho receio em entrar para a política é que temo ser parecido com o [ele] em termos de responder", disse o apresentador da Band .

Leia também: Repórter da Band que acusou Datena de assédio diz que mentiu

"Ele foi eleito assim, eu mesmo já falei para o [ele] várias vezes, em entrevista, para não brigar com a imprensa, mas não adianta", disse o jornalista, que acrescentou: " [Ele] vai continuar dando porrada na Globo , na Folha , em tudo quanto é lugar". 

Leia também: Em meio a polêmica de assédio, Datena diz que foi sabotado na Band

Ainda na mesma edição, Datena , como membro da imprensa, disse não concordar com as atitudes do presidente, mas fez uma ressalva. "Quem o elegeu, o elegeu do jeito que é, e ele foi na campanha assim. Sempre teve discurso agressivo, deu porrada pra caramba".