Tamanho do texto

Anúncio foi feito em comunicado do diretor-geral de jornalismo, Ali Kamel

A repórter Sandra Passarinho deixa a Globo após 50 anos para se dedicar a um novo projeto jornalístico com amigos de Londres, na Inglaterra. Em comunicado enviado pela emissora, o diretor-geral de jornalismo, Ali Kamel, destacou a trajetória de sucesso da carioca, desde os tempos como estagiária, aos 19 anos na década de 70, passando pela experiência como a primeira correspondente da Globo na Europa, até a entrada para a equipe do "Globo Repórter", com importantes reportagens.

Leia também: Cortes na Globo afetam programa do Faustão; saiba detalhes

Sandra Passarinho arrow-options
Divulgação/Globo
Sandra Passarinho deixa a Globo após 50 anos na emissora

Sandra virou Passarinho ainda no estágio, devido as suas características físicas. O nome colou e virou sua própria marca. "Alguns nomes se transformam numa verdadeira marca. E assim é o nome dela. Na verdade, o nome que Sandra ganhou logo que chegou à Globo, com apenas 19 anos. Pequena e rápida, ela me contou que foi batizada por Borjalo: Passarinho. E, assim, o apelido virou nome e o nome fez história", escreveu o diretor sobre Sandra Passarinho .

Leia também: Jornalista da Globo se demite após 23 anos na emissora; saiba as razões

A emissora finalizou o comunicado agradecendo a contribuição da repórter para o jornalismo brasileiro.

Leia também: Fernando Rocha desabafa após demissão da Globo: "Um pouco sem rumo"

"Eu então quero agradecer à Sandra Passarinho pela imensurável contribuição que ela deu ao jornalismo da Globo e ao jornalismo brasileiro. E por ter inspirado tantos e tantos profissionais. Entre eles eu, que sempre parei quando via uma reportagem dela no ar. Desde a década de 1970. Sandra, obrigado por tudo, de coração. Um beijo, com admiração", completou Ali Kamel .