Tamanho do texto

No “Conexão Repórter”, a ex-garota de programa, Raquel Pacheco, fala sobre sua nova fase, sua rebeldia e relembra o mundo do sexo e das drogas

Nesta segunda-feira (23), após 10 anos, Roberto Cabrini reencontra Raquel Pacheco, mais conhecida como Bruna Surfistinha, no “Conexão Repórter", no SBT.  Em um longo papo, a ex-garota de programa, fala sobre diversos assuntos com o apresentador.

Leia também: Bolsonaro critica "Bruna Surfistinha" e quer Ancine em Brasília

Roberto Cabrini reencontra Bruna Surfistinha arrow-options
Divulgação/ SBT
Roberto Cabrini reencontra Bruna Surfistinha

Para  Roberto Cabrini , Raquel Pacheco demonstra amadurecimento e reflexão, afirmando se sentir pronta para revelações, recordando as origens, a tormenta que a fez sair de casa e sua aventura no mundo do sexo por dinheiro.

Leia também:Diretor de "Bruna Surfistinha" rebate Bolsonaro: "Liberdade de expressão"

Aos 34 anos, o reconhecimento como Bruna Surfistinha prevalece e, segundo ela, ainda recebe convites para fazer programas, entretanto, esclarece que isto é uma página passada em sua história de jovem que virou prostituta, escritora, DJ e figura popular.

Falar sobre o passado também  não é problema e Raquel relembra época em que embarcou nas drogas e o momento em que viu sua vida virar filme, além de comentar o compulsivo gosto pelo ato de rebeldia em sucessão e como a sociedade não parece inclinada a esquecer sua faceta como ex-garota de programa.

Leia também: Deborah Secco responde declaração de Bolsonaro: “Não podemos nos calar”

Sob o comando de Roberto Cabrini, a entrevista para o " Conexão Repórter " vai ao ar às 23h45, logo após o "Programa do Ratinho".