Tamanho do texto

Com a falta de uma boa storyline e dificuldades na atuação, Isabelle Drummond não tem conseguido se destacar perante Claudia Raia

Nostálgica e divertida, “Verão 90” pode até ser a melhor novela da Globo no ar, porém nem todos os atores estão brilhando. Isabelle Drummond, por exemplo, que quebrou um hiato de dois anos fora das telas ao integrar a novela, não está dominando o papel de Manuela Renata, a protagonista do Patotinha Mágica e aspirante a atriz.

Leia também: Humor, encrenca e tudo que pode-se esperar de "Verão 90", próxima novela das 19h

Verão 90
Divulgação / TV Globo
Verão 90

Apesar das fraquezas da personagem, com três meses de novela Isabelle Drummond ainda não fixou-se totalmente em “ Verão 90 ”, enquanto isso, Gerônimo (Jesuíta Barbosa) e João (Rafael Vitti) vem conseguindo se destacar independente dos fatores ofuscantes. Afinal, por que a atriz não está funcionando?

Leia também: "Pump Up The Jam" e hinos dos anos 90 que merecem o carinho da novela das 19h

No início da trama, Gerônimo, João e Manuela começaram dominantes pois o Patotinha Mágica era o foco nesta fase da novela. Depois de um salto no tempo, o trio ficou apagado por serem “paus-mandados” de suas mães, Dira Paes (Janaína) e Claudia Raia (Lidiane Renata), já na fase adulta.

Todavia, os irmãos Guerreiro desenvolveram sua própria dinâmica e começaram a fixar-se na história sem depender e serem ofuscados pelas mães, que são interpretadas por grandes nomes da dramaturgia brasileira.

Por outro lado, o roteiro de Manuela evoluiu pouco, e o que evoluiu foi para pior. Atualmente, a personagem não sabe quem é ou o que quer ser, continua super influenciável, com bordões forçados e um amor incondicional por João, a ponto de ser traída e ter sua paixão colocada à prova dezenas de vezes e mesmo assim perdoar seu par romântico.

O eclipse Raia

Claudia Raia, Isabelle Drummond e Camila Queiroz
Divulgação / TV Globo
Claudia Raia, Isabelle Drummond e Camila Queiroz

Como a personagem não evoluiu, Isabelle continua dependendo de sua mãe (Claudia Raia) na trama, o que é ruim já que a atriz é um fenômeno, principalmente ao dar vida a Lidi Pantera, uma estrela da pornochanchada - gênero que mistura erotismo a comédia.

Na luta por um lugar ao sol, como Raffael Vitti e Jesuíta Barbosa conquistaram, Drummond não têm conseguido rivalizar com Claudia. Quando consegue brilhar na novela, a loira vive uma espécie de eclipse Raia - onde uma sobrepõe a outra pontualmente. Mesmo assim, no plano geral Isabelle não têm conseguido entregar uma menina mimada sem parecer forçada.

Sem conseguir se destacar pelo roteiro da personagem e por sua atuação, Isabelle vê-se perdida na trama, pelo menos até que a história de Manuela  deixe de depender de seu namorado (João Guerreiro) e sua mãe (Lidi Pantera).

Leia também: Coesa e nostálgica, "Verão 90" ocupa posto de melhor novela da Globo atualmente

Sem grandes protagonismos desde que atuou em “Cheias de Charme” (2012), Isabelle pode estar tendo dificuldades em voltar a integrar o núcleo principal de uma trama na Globo , principalmente ao lado de Raia em “ Verão 90 ”. Porém, esse déficit na atuação precisa ser sanado emergencialmente, pois estórias secundárias como a de Vanessa (Camila Queiroz), Larissa (Marina Moschen) e Diego (Sérgio Malheiros) estão mais interessantes do que a da protagonista. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.