Tamanho do texto

Karina Barros contou que quando se assumiu Faustão a apoiou

IstoÉ

No último domingo (14), a direção do Domingão do Faustão demitiu 11 bailarinas da atração. Entre elas, estava Karina Barros , que foi a primeira a assumir publicamente ser lésbica.

Leia também: Neymar comenta em foto de bailarina do Faustão e fãs reagem

Bailarina do Faustão%2C Karina Barros%2C fala sobre demissão arrow-options
Reprodução/Instagram/@karinabarros_
Bailarina do Faustão, Karina Barros, fala sobre demissão


Em contato feito pelo Notícias da TV , ela garantiu que não sabe o motivo da dispensa, já que não figurava na lista das mais antigas e nem das que estavam acima do peso. “Falaram em renovação do quadro. Espero não ter sido por preconceito”, disse.

Leia também: Ao som de Anitta, bailarinas do Faustão animam os corredores da Globo

“Assim que eu assumi ser lésbica , o Faustão veio falar comigo e disse que me apoiava. Nunca senti preconceito por parte das meninas, nem da produção. Mas a gente nunca sabe o que passa na cabeça dos outros”, completou.

Karina está com 21 anos, ficou por três anos no quadro das bailarinas do Faustão e também trabalha como modelo. Ainda na entrevista, ela diz que já vinha se preparando psicologicamente para uma possível demissão.

Leia também: Carol Nakamura bomba no teatro e admite lidar melhor com pressões da fama

“Acontece todos os anos, mas desta vez foi um grupo maior. Claro, que a pessoa fica sem ação na hora de receber a notícia, mas encarei numa boa”, completou.