Tamanho do texto

A atriz usou o seu perfil no Instagram para fazer um desabafo sobre sua experiência com o medium João de Deus, acusado de assédio sexual

A atriz Bárbara Paz foi mais uma das famosas que se pronunciou sobre as denúncias de assédio sexual contra o medium João de Deus . A atriz contou que já frequentou a casa onde o medium fazia seus cultos religiosos, Abadiânia, em Goiás, em um momento de tristeza na vida pessoal, e revelou estar decepcionada pelo o que aconteceu. Ressaltando também a coragem das mulheres em denunciares os casos de abuso. 

Leia também: Oprah Winfrey apaga entrevista com João de Deus e se pronuncia sobre denúncias

Bárbara Paz desabafa sobre caso João de Deus:
Reprodução/Instagram
Bárbara Paz desabafa sobre caso João de Deus:"Assustada, perplexa, indignada e descrente"


Bárbara Paz começou seu texto dizendo estar perdida.  "Assustada, perplexa, indignada e descrente... Uma decepção tão grande, tão séria que hoje não consigo saber para onde olhar", disse a atriz. Em seguida relembrou sua visita a casa em Abadiânia. 

Bárbara Paz faz desabado sobre caso João de Deus
Reprodução/Instagram
Bárbara Paz faz desabado sobre caso João de Deus

"Frequentei a Casa de Dom Inácio. Meditei rezei e acreditei muito naquela energia branca que regia aquela casa. Aquilo me ajudou num momento muito triste da minha vida. Mas nem perto da tristeza de hoje de ver essas 300 mulheres e crianças denunciando ele por estupro, abuso, um segredo guardado por tanto tempo", falou. "Não há perdão . Não há mais o que silenciar . Dói e doi muito perder a fé em algo . ・・・( B)", concluiu. 

Leia também: Xuxa e outras famosas se manifestam sobre acusações contra o médium João de Deus

Em continuidade, Bárbara continuou com o texto que muitas artistas estão respostando sobre as denúncias de assédio sexual envolvendo João de Deus. "A maior quebra de silêncio da história. Até hoje, 330 mulheres se uniram para denunciar o mesmo homem. Por assédio, estupro, pedofilia, incesto praticados há décadas. Décadas em que cada uma delas silenciou, foi desacreditada ou ameaçada de morte. Estas 330 mulheres não são loucas, mentirosas, invejosas. Elas são vítimas.

Leia também: Atriz da série “Bull”, Eliza Dushku foi demitida após denunciar assédio

"Vítimas de um homem poderoso que usa Deus como sobrenome. Elas são vítimas de séculos de silenciamento. Mas o tempo das mulheres chegou. Empoderadas por todas as denúncias que vieram antes, no Brasil e no mundo, elas decidiram se unir e falar. É hora de investigar e punir quem tiver que ser punido. É hora de justiça. Parabéns pela coragem de todas as mulheres envolvidas nesta histórica quebra de silêncio. Nós estamos com vocês", finalizou  Bárbara Paz

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas