Tamanho do texto

Atriz italiana Asia Argento afirmou que se relacionou sexualmente com o ator mas que não teve agressão de sua parte. Confira mais sobre a história

Após ser acusada de assédio por Jimmy Bennett , Asia Argento inverte a história e afirma ter sido agredida sexualmente pelo ator, que na ocasião tinha 17 anos. Segundo ao site TMZ , o advogado da atriz, Mark Jay Heller, disse que sua cliente “escolheu não denunciar Bennett”.

Leia também: Rose McGowan não comparece no "Globo de Ouro" e alfineta protesto: "Falsidade"

Asia Argento
Repordução / instagram
Asia Argento



 O advogado de Asia Argento ainda indicou que as mensagens que mostram que a atriz teria se relacionado com o ator são verdadeiras, mas que não houve agressão da parte dela. "O garoto com tesão pulou em cima de mim... transei com ele e foi estranho", disse a atriz nas mensagens.

 Ainda em declaração para o site TMZ , Heller diz que a atriz não quer processar Jimmy Bennett: "Asia não tem intenção de processar Bennett pela sua conduta e reconhece que seu passado infeliz, sua fracassada carreira artística e uma ação contra os próprios pais por apropriação indébita de mais de US$ 1,5 milhão de sua conta bancária possam explicar seu desespero para tentar tirar dinheiro sobre um caso falso que aconteceu há cinco anos".

Leia também: Asia Argento é acusada de assédio sexual por ator menor de idade

 O advogado ainda confirmou que Bennett tentou extorquir Asia após ela começar a namorar o chef apresentador Anthony Bourdain, que morreu dia 8 de junho deste ano.

“Bennett decidiu invadir aquele relacionamento e exigiu recompensa financeira de Bourdain para não expor Asia".  Mark Jay Heller afirmou que Anthony concordou em pagar US$ 380 mil ao jovem. Até o momento de sua morte, o chef tinha pago uma quantia de US$ 250 mil.

O ativismo de Asia Argento

Asia Argento decidiu deixar a Itália temporariamente e se mudou para Berlim após críticas da mídia italiana
Reprodução/Instagram
Asia Argento decidiu deixar a Itália temporariamente e se mudou para Berlim após críticas da mídia italiana


A atriz italiana foi uma das primeiras a se manifestar em relação as acusações de assédio sexual envolvendo o produtor Harvey Weinstein que geraram o movimento “Me Too”. Atriz contou em detalhes como o produtor a assediou e foi um dos nomes na primeira matéria que expôs Weinstein, em outubro de 2017.

Leia também: Acusada de “prostituição” pela mídia, atriz Asia Argento deixa a Itália

Além do produtor, Asia Argento acusou um diretor de estupro, sem declarar seu nome. Em sua conta oficial do Twitter, a atriz contou que foi dopada pelo diretor e estuprada quando tinha 26 anos. E em outra ocasião, Asia foi foi assediada por outro homem com apenas 16 anos. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.