Tamanho do texto

Atriz conversou com jornalistas em Veneza sobre 'The laudromat', filme baseado no escândalo dos Panama Papers

Estrela de "A Lavanderia" , baseado no escândalo conhecido como Panama Papers, Meryl Streep afirmou neste domingo (01) no Festival de Veneza que o filme mostra como os ricos fazem "uma piada de mau gosto com todos nós":

cena de a lavanderia arrow-options
Divulgação/Netflix
Meryl Streep em cena de "A lavanderia", filme de Steven Soderbergh que estreia na Netflix em outubro

"Estamos vivendo um momento em que o ciclo de notícias está acelerado e estamos correndo para acompanhar os eventos atuais. O filme é uma maneira divertida, instantânea e engraçada de contar uma piada de muito mau gosto que está sendo feita com todos nós", disse Meryl Streep em coletiva. 

Leia também: Novo filme de Martin Scorsese lidera ofensiva da Netflix pelo Oscar em 2020

"É um crime não sem vítimas, e muitas delas são jornalistas", disse. Ela chegou a citar a repórter maltesa Daphne Caruana Galizia, que foi assassinada enquanto investigava o caso de corrupção. 

O filme de Steven Soderbergh parte da história do vazamento maciço de dados financeiros no exterior, o escândalo dos Panama Papers. Com um elenco que também inclui Gary Oldman, Antonio Banderas e Sharon Stone, o drama da Netflix , que estreou em Veneza também no domingo, procura explicar o desastre pelas histórias pessoais dos personagens.

O caso revelou como os ricos e poderosos usavam empresas offshore para evitar impostos. Falando diretamente com os telespectadores, Oldman e Banderas retratam os advogados Jurgen Mossack e Ramon Fonseca, que tentam explicar seu lado da história. Os dois dissecam de maneira peculiar o mundo das empresas de fachada e as contas offshore para o público, que também são levados a uma jornada de negócios ilícitos e corrupção via China, Estados Unidos, México e Caribe.

cena de a lavanderia arrow-options
Divulgação/Netflix
Meryl Streep em "A Lavanderia"

" A Lavanderia " é um dos dois filmes da Netflix que disputam o Leão de Ouro em Veneza. Soderbergh, conhecido por "Traffic" e  "Erin Brokovich", disse que se inspirou em "Dr. Fantástico": "Decidimos que uma comédia sombria tinha mais chance de permanecer na mente dos espectadores. Isso também nos deu a oportunidade de usar a complexidade desse tipo de atividade financeira quase como uma piada. Mas às vezes uma obra de entretenimento pode ser um começo de conversa e fazer as pessoas se perguntarem 'como eu estou participando disso?'".

Além de Meryl Streep , outros famosos estão na Itália para o Festival. Isabelle Hupert, Penelope Cruz e Jude Law também participam do evento, que em 2019 tem forte presença brasileira. Wagner Moura participa com o drama "The Wasp Network" , enquanto o diretor Fernando Meirelles estreia "Dois Papas" , estrelado por Anthony Hopkins.