Tamanho do texto

Laís Bodanzky é o principal destaque nacional na lista de convidados para entrar na Academia do Oscar em 2019. Destaque é de Lady Gaga

Depois de uma temporada de premiação intensa, que resultou no Oscar de Melhor Canção Original, Lady Gaga foi uma das convidadas para integrar a Academia americana em 2019. Ao lado dela estão outros 832 nomes, convidados em todas as áreas do audiovisual.

Leia também: Alice Braga e outros brasileiros são convidados a integrar Academia do Oscar

slefie de lais bodanzky
Reprodução/Instagram/@bodanzky
Laís Bodanzky

Depois de anos com presença intensa na lista dos votantes no Oscar , em 2019 somente a cineasta Laís Bodanzky se destaca. A diretora de “Como Nossos Pais” e “Bicho de Sete Cabeças” entra na mesma lista que a francesa Mélanie Laurent, conhecida por seu trabalho como atriz, e John M. Chu, diretor de “Podres de Ricos”. O próximo trabalho de Bodanzky é o longa “Pedro”, estrelado por Cauã Reymond.

Além de Bodanzky, outro nome nacional é de Luiz Carlos Barreto, produtor de filmes como "Assalto ao Trem Pagador" e "O Quatrilho", indicado em 1996. Sua esposa Lucy Barreto também foi convidada, assim como Jordana Berg, ambas produtoras. 

Leia também: Oscar tem melhor participação de brasileiros desde “Cidade de Deus”

Lady Gaga teve seu nome citado duas vezes na lista, como atriz e compositora. Phill Lord, diretor da premiada animação “Homem-Aranha no Aranhaverso” também entrou como diretor e como animador.

Um nome curioso que entrou na seleção é do mexicano Hector Bonilla. Com uma carreira extensa, ele é mais conhecido no Brasil como o galã que aparece no seriado “Chaves”. O sucesso da Marvel “Pantera Negra” segue rendendo e Letitia Wright, Sterling K. Brown, Winston Duke e Ludwig Goransson foram inclusos. Falando em Marvel, Tom Holland é um entre os muitos jovens que foram inclusos, numa tentativa de rejuvenescer os votantes.

cena de nasce uma estrela
Reprodução/Youtube
Performance de Lady Gaga em "Nasce Uma Estrela" lhe rendeu um convite para integrar a Academia

Na mesma linha, muitos dos nomes selecionados não são americanos, como a mexicana Marina de Tavira, indicada em 2019 por “Roma”, a britânica Gemma Chan e o sueco Alexander Skarsgård.

Leia também: Esnobados no mundo do cinema: relembre as maiores injustiças do Oscar

Do sucesso “Rocketman”, Taron Egerton ficou de fora da lista, mas Jamie Bell, que iniciou a carreira de ator ainda na infância, foi incluso. O Oscar 2020 acontecerá em 9 de fevereiro.