Tamanho do texto

“Fora de Série” pode entrar na lista de filmes adolescentes memoráveis, mas foi John Hughes que popularizou o gênero nos anos 1980

Talvez os adolescentes no final dos anos 1990 ainda não soubessem, mas ver Heath Ledger entonando Can’t Take My Eyes off You em uma escadaria de uma escola americana seria um dos maiores momentos do cinema teen da década. “10 Coisas que eu Odeio em Você” revelou, além de Ledger, Julia Stiles, Joseph Gordon-Levitt e Gabrielle Union e é só um exemplo de filmes adolescentes que marcaram gerações e criaram diversos amores platônicos.

cena de clube dos cinco
Divulgação
"Clube dos Cinco": clássico adolescente marcou uma geração e abriu portas para filmes do gênero

Em 1985 foi Judd Nelson com os punhos no ar celebrando ao som de Don’t You (Forget About Me) que marcou a década em "Clube dos Cinco". Os anos 1980, inclusive, foram recheados de filmes adolescentes , muitos deles patrocinados por John Hughes .

Leia também: Os dez melhores filmes que você nunca assistiu, mas deveria

O cineasta, que morreu em 2009, foi um dos principais disseminadores do gênero e, na década em que mais produziu filmes, fez ainda outros dois clássicos teen: “Gatinhas e Gatões” e “ Curtindo a Vida Adoidado ”. Até essa época, eram poucos os retratos adolescentes, como no musical “Grease”, mas foi no período, e com intensa participação de Hughes que o gênero se consolidou.

via GIPHY

Com isso, o diretor se tornou o padrinho não oficial dos filmes adolescentes, que ao longo das décadas seguintes foram se transformando e se adaptando, sem nunca perder sua essência, que é retratar o mundo pelo ponto de vista dos jovens.

Como tal, temas como liberdade, primeiro amor, independência, bullying e estereótipos são recorrentes nesse estilo. Às vezes de maneira mais leve e superficial como em “As Patricinhas de Beverly Hills”, às vezes de forma mais elaborada como em “Juno”, em forma de música e dança em “Footloose” e “High School Music”, ou só como um sonho de menina como em “O Diário da Princesa”.

Independente da forma, nos últimos 40 anos temas como corações partidos, novas amizades, amores imprevistos e algumas espinhas indesejadas ofereceram conforto, identificação, carinho, apego e risadas para um público que não se satisfaz facilmente.

cena de Para Todos os Garotos Que Já Amei
Divulgação
"Para Todos os Garotos Que Já Amei"

Transformações de visuais, o popular com a nerd, meninos criticados por serem afeminados – tudo isso esteve presente nos filmes ao longo dos anos e foi o olhar diferente dado por alguns longas que o tornaram tão essenciais e lembrados, grudados na memória como uma música chiclete.

Nessa década, alguns concorrentes se apresentaram, começando com “As Vantagens de Ser Invisível”, baseado no livro de Stephen Chbosky. O filme não é tão leve como os exemplos anteriores, mas trata dos mesmos temas com novo olhar. O longa também abre uma temática até então pouco explorada, mas seguiria chamando atenção na década: sexualidade.

Por meio de Patrick (Ezra Miller), vemos as alegrias e o sofrimento de ser honesto com si mesmos sobre quem somos. “Com Amor, Simon”, retomaria o tema anos depois. O recém-lançado “ Fora de Série ” oferece uma nova perspectiva, de uma menina que “saiu do armário”, mas nunca se relacionou com ninguém.

via GIPHY

Leia também: À vontade com status de "viciados", jovens de hoje assistem cada vez mais séries

O filme, aliás, tem tudo para entrar nessa lista. Embora tenha feito pouco barulho em sua estreia no Brasil, o longa de Olivia Wilde oferece um ponto de vista fresco, condizente com os millennials, de forma original, divertida e até um pouco dolorosa.

Todos os elementos que fazem um filme memorável, incluindo um momento musical com uma música amada estão lá. Se não é um clássico como Can’t Take My Eyes off You , é um hino contemporâneo na forma dos vocais furiosos de Alanis Morissette em You Oughta Know . Se não é Alicia Silverstone, é Beanie Feldstein que deve iniciar uma longa lista de filmes do gênero (no qual ela já participou com “Lady Bird”), e se não é uma cena de todos chapados dançando na biblioteca, é uma versão das protagonistas onde elas são bonecas e tentam lidar com o efeito das drogas que tomaram sem querer.

cena de fora de série
Divulgação
"Fora de Série"

Mais recentemente “Para Todos os Garotos Que Já Amei” criou um novo galã em Noah Centineo, e Hailee Steinfeld teve que reaprender a se abrir a novas possibilidades quando a melhor amiga arranja um namorado em “Quase 18”.

Leia também: Adolescência em pauta: filmes e séries que retratam as polêmicas da fase

São muitos os exemplos de filmes adolescentes que ficam na cabeça e no coração anos depois que esse curto período da nossa vida passa. Descrever essa fase não é fácil, e graças a John Hughes e os seus cinco rejeitados, o cinema preservou essas histórias, e deu continuidade ao seu legado de momentos memoráveis na telona.