Tamanho do texto

Premiação da língua portuguesa escolheu cantor e compositor pelo conjunto da obra. Saramago e Jorge Amado já foram contemplados antes

 O escritor e compositor Chico Buarque, de 74 anos, é o vencedor do Prêmio Camões 2018, anunciado hoje. Esta é a 31ª edição da mais prestigiada premiação da língua portuguesa, oferecida pelos ministérios da Cultura de Portugal e do Brasil. O anúncio foi feito na sede da Biblioteca Nacional, no Rio, pela presidente da instituição, Helena Severo, após quase duas horas de reunião do corpo de jurados. 

Leia também: Após ofensa em rede social, antiquário terá que pagar R$ 100 mil a Chico Buarque

Chico Buarque
Reprodução/ Instagram
Chico Buarque

Escolhido por unanimidade pelo júri, Chico Buarque é o 13º escritor brasileiro premiado  com o Camões. Ele receberá 100 mil euros.

Leia também: Durante show em São Paulo, Chico Buarque defende Lula e crítica Globo

O júri foi composto por Clara Rowland e Manuel Frias Martins (Portugal), e Ana Paula Tavares (Angola), Antonio Cicero Correia Lima (Brasil), Antônio Carlos Hohlfeldt (Brasil) e Nataniel Ngomane (Moçambique).

O Prêmio Camões de Literatura foi criado em 1988 pelos governos brasileiro e português, com o objetivo de consagrar pelo conjunto da obra um autor de língua portuguesa que tenha contribuído para o enriquecimento do patrimônio literário e cultural lusófono.

Leia também: Raduan Nassar é o 12º brasileiro a ganhar o Prêmio Camões

Antes de Chico Buarque , o prêmio já contemplou nomes como Antonio Lobo Antunes, Mia Couto e José Saramago, além dos brasileiros Jorge Amado, Autran Dourado, João Cabral de Mello Neto, Rubem Fonseca, João Ubaldo Ribeiro, Ferreira Gullar, Alberto Costa da Silva e Raduan Nassar.