Tamanho do texto

Emissora carioca continua planos ambiciosos para o GloboPlay e aposta no estúdio internacional para conquistar mercado estrangeiro

Globo anunciou nessa sexta-feira (17) uma nova parceria que deve ampliar seu nome e abrangência fora do Brasil. Depois de fazer pequenos movimentos para ser reconhecidos fora, como exibir “Carcereiros” em Cannes e concorrer (e ganhar) no Emmy, agora eles fazem uma nova jogada com o GloboPlay em mente.

executivos posam para foto
Globo / Ricardo Cohen
Executivos da Globo e Sony firmam acordo para produção de séries voltadas ao mercado internacional

Em um período onde a competição no streaming fica cada vez mais acirrada, o canal mostra que quer entrar no jogo e colocar o GloboPlay no patamar da Netlix. Para isso, eles estão usando a mesma estratégia da plataforma, firmando uma parceria com a Sony para produzir duas séries para o mercado internacional.

Leia também: Capítulos de "Órfãos da Terra" estarão disponíveis um dia antes no Globoplay

A Netflix fez algo similar no passado e, também com Sony , produziu “House of Cards” e “Orange is the New Black”, que acabaram se tornando fenômenos na rede. Durante o LA Screenings, em Los Angeles, a Globo confirmou que, ao lado do estúdio, vai desenvolver duas produções em inglês, com a previsão de uma terceira no futuro.

A primeira delas é “O Anjo de Hamburgo”, uma série que se debruça na história real de Aracy de Carvalho, uma funcionária do consulado brasileiro em Hamburgo e casada com o renomado autor João Guimarães Rosa, que ajudou centenas de judeus a escaparem para o Brasil durante o regime Nazista. 

Leia também: Diretor do Globoplay avalia estratégia contra Netflix: "Nós focamos no Brasil"

A segunda é “Rio Connection”, sobre uma quadrilha do crime organizado europeu que elegeu o Brasil como o mais importante e estratégico hub para o escoamento de heroína para os Estados Unidos na década de 1970.

“Estamos muito animados com nossa parceria com os Estúdios da Globo nesses três projetos”. ‘O Anjo de Hamburgo’ e ‘Rio Connection’ são os exemplos mais recentes de produções que destacam nosso compromisso em contar relevantes histórias locais que, por serem cativantes e universais, podem atrair um público global”, disse Wayne Garvie, Presidente de Produções Internacionais da Sony Pictures Television. 

Já Carlos Henrique Schroder, diretor-geral da Globo , acrescentou que a parceria “é mais um passo na trajetória que a Globo vem construindo como player internacional na produção de high-end drama e produtos de formatos curtos”.

As duas produções estão sob a responsabilidade de Monica Albuquerque, diretora de Desenvolvimento e Acompanhamento Artístico da Globo, e Silvio de Abreu, diretor de Dramaturgia da Globo. A produção executiva é de Elisabetta Zenatti, da produtora  Floresta, e de Ricardo Waddington, diretor de produção da Globo. ‘O Anjo de Hamburgo’ é escrita por Mario Teixeira e Rachel Anthony e será dirigida por Jayme Monjardim. 

Leia também: Com "Shippados", Globoplay aposta na diversificação de seu conteúdo original

As produções serão exibidas no Brasil pela GloboPlay , enquanto a Sony deve ficar responsável pela distribuição mundial. A produção das séries deve começar ainda em 2019.