Nesta sexta-feira (03) Woody Allen teve uma nova baixa em seus planos, segundo o jornal The New York Times . Envolvido em polêmicas de abuso sexual, ao que parece, editoras não demonstraram interesse em publicar seu novo livro de memórias. 

Leia também: Modelo diz ter tido caso com Woody Allen quando tinha 16 anos e ele 41

Cineasta Woody Allen acusado de assédio sexual pela filha
Reprodução Instagram
Cineasta Woody Allen acusado de assédio sexual pela filha

Segunda a fonte do jornal americano, quatro grandes executivos da indústria literária receberam o manuscrito de Woody Allen , alguns se quer chegaram a ler o livro .

Leia também: Teatro cancela musical de Woody Allen por acusações de assédio

Desde que o movimento "MeToo" ganhou musculatura, o cineasta foi atingido por acusações de abuso sexual por sua filha adotiva Dylan. O imbróglio comprometeu a carreira e visibilidade de Allen no cenário hollywoodiano.

Leia também: Woody Allen sobre #MeToo: "Eu deveria ser o garoto do pôster do movimento"

Apesar de os processos estarem arquivados, Dylan, apoiada por sua mãe adotiva Mia Farrow e por seu irmão Ronan, renovou suas acusações no início de 2018.  Woody Allen sempre alegou inocência.

    Veja Também

      Mostrar mais