Tamanho do texto

Goodspeed Opera House, influente teatro dos Estados Unidos, cancelou produção de Woody Allen "Bullets Over" ("Tiros na Broadway") após filha adotiva do cineasta reiterar acusações de assédio sexual

O Goodspeed Opera House de Connecticut, influente teatro dos Estados Unidos, cancelou o musical de Woody Allen "Bullets Over" ("Tiros na Broadway"), após sua filha adotiva Dylan Farrow reiterar em entrevista a CBS o abuso sexual que sofreu pelo cineasta aos 7 anos, em 1992. A paródia musical The Drowsy Chaperone  (A Madrinha Embriagada), de Bob Martin e Don McKellar, substituirá a produção de Allen.

Leia também: "Estou falando a verdade", diz Dylan Farrow sobre abuso sexual por Woody Allen

Cineasta Woody Allen é acusado de assédio sexual pela filha adotiva
Reprodução Instagram
Cineasta Woody Allen é acusado de assédio sexual pela filha adotiva




Em comunicado oficial, Michael Gennaro, diretor-executivo do  Goodspeed Opera House de Connecticut, disse que as recentes notícias sobre as acusações de assédio contra Woody Allen deixam a situação ainda mais difícil: "Tendo em vista o movimento contra assédio sexual e má conduta, o autor de "Bullets Over" ("Tiros na Broadway",) Woody Allen, tem sido objeto de um escrutínio crescente. “As recentes notícias tornaram a situação ainda mais difícil e complicada, e nos levaram a reconsiderar a pertinência do show.”, disse o diretor. 

Leia também: Woody Allen teme "caça às bruxas" diante de polêmica com Harvey Weinstein

Dylan Farrow em entrevista à CBS sobre acusação de assédio a Woody Allen

Dylan Farrow, filha adotiva do diretor Woody Allen e da atriz Mia Farrow, falou pela primeira vez na TV sobre ter sofrido abuso sexual por seu pai. Durante entrevista para o canal norte-americano CBS , Dylan reafirmou que o cineasta a levou para o sótão da casa onde moravam e a molestou quando tinha apenas 7 anos, em 1992, e pediu para que as pessoas acreditassem nela. "Eu tenho credibilidade, estou falando a verdade e acho importante que as pessoas entendam que vítimas importam e são capazes de mudarem as coisas”, afirmou.

Filha de Woody Allen confirma ter sido abusada pelo pai em primeira entrevista para TV
Reprodução/CBS
Filha de Woody Allen confirma ter sido abusada pelo pai em primeira entrevista para TV


Em 2014, Dylan Farrow,  escreveu uma carta aberta publicada no jornal americano The New York Times  , relatando o caso de assédio. Woody Allen negou todas as acusações, dizendo que uma investigação já o absolveu dessas denúncias. Allen também acusou a família de Farrow (ex-esposa) de fazer uma lavagem cerebral em sua filha depois que ele deixou sua esposa (Mia Farrow) para casar-se com Soon-Yi Previn, filha adotiva da atriz de um casamento anterior.

Leia também: Filha de Woody Allen comenta novamente sobre assédio cometido por seu pai

Críticas a Hollywood 

Dylan também faz críticas à atitude da maior parte das estrelas de Hollywood por passar por cima dos supostos abusos do cineasta: “O que faria se tivesse sido sua filha, Cate Blanchett? Louis CK? Alec Baldwin? E se tivesse sido você, Emma Stone? Ou você, Scarlett Johansson?", pergunta Farrow a alguns artistas que trabalharam com Woody Allen.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.