Tamanho do texto

"Pantera Negra", "Nasce uma Estrela" e 'Bohemian Rhapsody" somam mais de US$ 2 bilhões nas bilheterias e caracterizam nova tendência no Oscar

A corrida pelo Oscar de Melhor Filme não concentra tantos sucessos de bilheteria desde 2011, quando “A Origem”, “Toy Story 3”, “Bravura indômita” e “A Rede Social” estavam entre os indicados. É também a terceira vez desde a expansão da categoria em 2009 que os indicados somam mais de US$ 1 bilhão em bilheterias. Em 2009, apenas “Avatar” já ostentava mais de US$ 2 bilhões na bilheteria e em 2019, “Pantera Negra” sozinho responde por mais de US$ 1 bilhão.

Pantera Negra é o 1º filme de super-herói indicado a Melhor Filme no Oscar
Divulgação
Pantera Negra é o 1º filme de super-herói indicado a Melhor Filme no Oscar

Mesmo sem os números de “Roma”, que foi disponibilizado globalmente em streaming pela Netflix, a soma de todos os concorrentes a Melhor Filme é pujante. Isso em um ano em que a Academia chegou a criar o Oscar para Filme Popular e depois voltou atrás na medida é bastante significativo.

Leia também: Filme Estrangeiro concentra disputas mais excitantes do Oscar em 2019

 “Bohemian Rhapsody” ostenta mais de US$ 854 milhões nas bilheterias globais. “Nasce uma Estrela” responde por US$ 424 milhões, enquanto que “Pantera Negra” amealhou US$ 1,34 bilhão. Somados, esses três filmes respondem por uma bilheteria de US$ 2.618 bilhões. Não obstante, produções menores como “Green Book – O Guia” e “A Favorita” experimentaram um aumento nas bilheterias de 212% e 154% no contexto dos EUA. No Brasil, esses dois filmes foram lançados depois das indicações ao Oscar.

Divulgação
"Bohemian Rhapsody"

Essas características tornam este o Oscar mais popular desde que a Academia ampliou o número de concorrentes a Melhor Filme . Há outros sintomas a se observar neste reencontro da Academia com o cinemão.

Depois de anos do predomínio do cinema independente, não há candidatos com essa característica na disputa. Os dois que mais se aproximam deste contexto são “Vice” e “A Favorita”, bancados por estúdios menores. Annapurna Pictures e Fox Searchlight respectivamente.

Leia também: "Pantera Negra" chega ao Oscar como azarão possível e pode ressignificar Marvel

Nos últimos anos, produções como “Moonlight”, “Birdman”, “O Grande Hotel Budapeste”, “Boyhood” e “Manchester à Beira-Mar” foram protagonistas da disputa. Em 2019, produções independentes não tiveram vez nas principais categorias. Mesmo “Roma”, que exala arte, é um filme de estúdio e chega adornado pela campanha mais cara da década.

Outro elemento chama atenção em 2019. A Academia finalmente se rendeu aos super-heróis. “Pantera Negra” se tornou o primeiro filme do gênero destacado entre as melhores produções do ano.

Leia também: Sabe tudo de Oscar? Teste seu conhecimento sobre a maior premiação do cinema

Essas tendências se alinham à necessidade do Oscar despertar mais interesse da audiência na TV e se aproximar do público médio que se desligou do prêmio por não ver os filmes que assiste reconhecidos na cerimônia.