Tamanho do texto

Categoria que tem comediante em papel dramático e veterana inglesa na pele de rainha esquecida pelo cinema é a mais forte entre as de atuação

A categoria de Atriz principal é a que reúne as melhores atuações entre todas aquelas destacadas no Oscar 2019. Com o favoritismo expresso de Glenn Close, que aos 71 anos e após seis indicações, finalmente chega como o nome a ser batido na competição por seu desempenho em “A Esposa”, a disputa tem ainda Olivia Colman (“A Rainha”), Lady Gaga (“Nasce uma Estrela”), Melissa McCarthy (“Poderia me Perdoar?”) e Yalitza Aparicio (“Roma”).

Melhor Atriz é uma das categorias mais disputadas do Oscar 2019
Divulgação
Melhor Atriz é uma das categorias mais disputadas do Oscar 2019

Leia também: Atriz Coadjuvante tem cenário mais imprevisível no Oscar em dez anos

Esta é a única categoria de atuação em que não há apenas um vencedor prévio do prêmio competindo e todas as interpretações são genuinamente merecedoras da distinção. Se Glenn Close disputa pela 7ª vez a estatueta, Lady Gaga, Olivia Colman e Yalitza Aparicio debutam no Oscar na briga por Melhor  Atriz  em 2019.

Melissa McCarthy  concorre pela segunda vez. Ela foi indicada como coadjuvante em 2012 por “Missão Madrinha de Casamento”. Comediante de mão cheia, ela ganha sua segunda nomeação ao prêmio da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas por uma potente, mas cheia de sutilezas, incursão dramática. “Poderia me Perdoar?” é um filme pequeno e cuja força irradia quase que totalmente de seu par de atores. Richard E. Grant também está indicado como ator coadjuvante.

Glenn Close disputa como Melhor Atriz pelo filme
Reprodução
Glenn Close disputa como Melhor Atriz pelo filme "A Esposa"

Já a inglesa Olivia Colman, de 44 anos, vive o maior momento de sua carreira como a insegura rainha Anne de “A Favorita”, papel que já lhe rendeu prêmios em Veneza e no Bafta. Em essência, ela defende a mais complexa e técnica performance. Em qualquer outro ano seria a favorita absoluta à  estatueta , mas há todo um sentimento a favor de Close, uma injustiçada histórica pelo Oscar, pairando no ar.

Leia também: Com 3 nomes certos, corrida de melhor ator no Oscar tem Christian Bale na ponta

A princesa e a plebeia

Lady Gaga conquista todos os olhares ao se aventurar no cinema e protagonizar o filme
Reprodução/Youtube
Lady Gaga conquista todos os olhares ao se aventurar no cinema e protagonizar o filme "Nasce Uma Estrela"

Outro aspecto que chama a atenção na categoria sãos as rivais Lady Gaga, uma estrela do pop se experimentando como atriz em uma produção que replica muito de sua trajetória pessoal e profissional, e uma estrela nascida nessa temporada de premiações, a mexicana Yalizta Aparicio, indicada ao Oscar logo em sua estreia no cinema.

As duas são protagonistas dos filmes mais comentados e badalados da temporada de premiações como um todo e grandes ímãs de interesse na temporada.  Yalitza, inclusive, tornou-se a quarta latino-americana indicada na categoria. Antes dela foram Fernanda Montenegro, Salma Hayek e Catalina Sandino Moreno.

Yalitza Aparício no longa-metragem
Divulgação
Yalitza Aparício no longa-metragem "Roma"

As duas são opções bastante factíveis, embora a disputa pareça se concentrar mesmo entre Close e Colman, como notável vantagem para a primeira.

Leia também: Esnobada! Veja quem ficou de fora e merecia uma indicação ao Oscar 2019

Em uma categoria tão forte não dá para apontar injustiça na escolha de qualquer  atriz  que seja, mas é difícil desviar da sensação de que deixar de premiar uma dessas mulheres é uma injustiça tremenda. Coisas de Oscar!