Tamanho do texto

Cantor deixou de lado os protestos políticos vistos em seus shows em São Paulo e chamou a família da vereadora assassinado para subir no palco; veja

Roger Waters se apresentou na noite da última quarta-feira (24), no Maracanão, no Rio de Janeiro, e, se em São Paulo ele fez um show repleto de polêmicas envolvendo protestos políticos, na cidade carioca o cantor levou a família de Marielle Franco, vereadora assassinada em março desse ano, para o palco. Roger Waters homenageia Marielle seis meses após sua morte.

Leia também: Ministro da Cultura diz que Roger Waters fez campanha contra Bolsonaro em shows

Roger Waters homenageia Marielle Franco em seu show no Rio
Reprodução/Instagram
Roger Waters homenageia Marielle Franco em seu show no Rio


O cantor levou ao palco Mônica Benício, viúva de Marielle. Ela, ao lado da filha da parlamentar, Luyara Santos, e Anielle Franco, irmã de Marielle, puxaram um sonoro coro com a hashtag "Ele Não". A plateia entrou na onda, mas vaias também soaram no estádio. Roger Waters homenageia Marielle depois de críticas ao protestar contra o presidenciável Jair Bolsonaro durante apresentação em São Paulo.

Leia também: Roger Waters admite erro em protesto em show, mas mantém crítica a Bolsonaro

A homenagem veio no final do show, quando o músico disse ao público que leu a notícia da morte da política em um jornal independente há seis meses, quando o crime aconteceu.

Leia também: Roger Waters chama Bolsonaro de fascista e é vaiado durante show em São Paulo

É importante ressaltar que Roger Waters homenageia Marielle três dias antes das eleições presidenciáveis do Brasil, onde Fernando Haddad e Jair Bolsonaro estão na disputa.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.