Tamanho do texto

Chris Pratt, Zoe Saldana, Dave Bautista e outros atores do elenco de "Guardiões da Galáxia" publicaram carta aberta em apoio ao diretor

No dia 20 de julho, a Disney anunciou a demição de James Gunn , diretor de "Guardiões das Galáxias", após antigos tuítes seus ressurgiram na internet. Nesta segunda-feira (30), após dez dias do ocorrido, o elenco principal do filme, que conta com os atores  Zoe Saldana , Dave Bautista, Karen Gillan, Bradley Cooper, Sean Gunn, Pom Klementieff e Michael Rooker, publicou uma carta assinada em defesa do cineasta. 

Leia também: James Gunn é demitido pela Disney após piadas ofensivas sobre estupro

Chris Pratt e elenco de
Copyright Marvel Studios 2018
Chris Pratt e elenco de "Guardiões das Galáxias" saem em defesa do diretor James Gunn


Chris Pratt , que interpreta Peter Quill, o Senhor das Estrelas, fez questão de compartilhar o comunicado em seu Instagram . A carta começa dizendo que o elenco ficou espantado como a "abrupta demissão" de Gunn e que gostariam de vê-lo sendo reinstituído para a continuidade da produção do novo filme. 

O elenco fez questão de ressaltar que não apoiam as piadas postada pelo diretor em seu Twitter entre 2008 e 2011, "mas sim para dividir a experiência" que tiveram juntos dentro do set tanto no primeiro filme como também no segundo. 

"O caráter que ele mostrou após sua demissão é consistente com o do homem que vimos todos os dias no set, e suas desculpas, agora e anos atrás, acreditamos ser de coração - um coração que conhecemos, confiamos e amamos. Ao escalar cada um de nós para ajudá-lo a contar essa história de desajustados que encontram a redenção, ele mudou nossas vidas para sempre. Acreditamos que o tema da redenção nunca foi tão atual quanto agora".

Leia também: Warner domina Comic Con 2018 sem a presença da Marvel

"Ele é um bom homem" 

James Gunn foi demitido do comando da franquia
Reprodução
James Gunn foi demitido do comando da franquia "Guardiões da Galáxia" depois que piadas ofensivas antigas ressurgiram na internet

O elenco falou a respeito dos usuários das internet e como as redes sociais e a opinião pública condenam personalidades acusadas de crimes ou expostas por supostos preconceitos de forma apressada e sem critério, citando o que aconteceu com o diretor como um exemplo de 'um bom homem' que passou por "assassinato de caráter". 

A publicação também ressaltou a responsabilidade do poder de expressão e agradeceu a todos que tiveram tempo para lerem as palavras. 

"(...) Como sociedade, podemos aprender com essa experiência que devemos pensar duas vezes antes de decidir o que queremos expressar, a fim que usemos esse poder para ajudar e curar, ao invés de machucar. Obrigado por tirarem tempo para ler nossas palavras. Os Guardiões das Galáxias", concluiram. 

Leia também: Jodie Foster fala que super-heróis estão destruindo o cinema e James Gunn rebate

Chris Pratt ressalta o apoio ao diretor

Na legenda da carta compartilhada por Pratt, ele disse que não apoia as "piadas inapropriadas de James Gunn", mas esclarece que "ele é um bom homem". Em continuidade, o ator disse que, pessoalmente, adoraria "vê-lo reintegrado como diretor" da sequência do filme, "Guardiões das Galáxias 3". 

Embora a Disney ainda não tenha um diretor substituto, "Guardiões da Galáxia 3" segue previsto para 2020 com Chris Pratt , Zoe Saldana e Dave Bautista no elenco principal. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas