Tamanho do texto

Diretor dos dois primeiros "Guardiões da Galáxia" foi demitido pela Disney depois que tuítes com piadas ofensivas sobre estupro e pedofilia ressurgiram

Uma notícia chocante abalou os fãs da Marvel nessa sexta-feira (20). A Disney demitiu o diretor James Gunn, responsável pela franquia “ Guardiões da Galáxia ”, depois que antigos tuítes seus ressurgiram na internet.

Leia também: Delicioso repeat, “Guardiões da Galáxia VOL. 2” promove Baby Groot a astro pop

James Gunn foi demitido do comando da franquia
Reprodução
James Gunn foi demitido do comando da franquia "Guardiões da Galáxia" depois que piadas ofensivas antigas ressurgiram na internet

Nos últimos dias vieram a tona mensagens de James Gunn publicadas no Twitter entre 2008 e 2011, onde ele faz alusão a pedofilia e ao estupro em tom de brincadeira. “A melhor coisa de ser estuprado é que depois do estupro você fica ‘ufa, é ótimo não ser mais estuprado’”, dizia um dos tuítes.

Em um comunicado à publicação americana The Hollywood Reporter , o diretor da Walt Disney Studios Alan Horn informou que “as atitudes e declarações ofensivas de James no Twitter são indefensáveis e inconsistentes com os valores do estúdio”. Gunn dirigiu os dois primeiros filmes da franquia e seria responsável pelo terceiro, programado para 2020. 

Leia também: Confira todos os personagens que aparecem em “Vingadores: Guerra Infinita”

Resposta de James Gunn

Reprodução
"Guardiões da Galáxia" foi um sucesso quando estreou em 2014. Diretor também seria responsável pela sequência, planejada para 2020

O diretor ainda não se pronunciou publicamente a respeito da demissão, mas na madrugada de quinta-feira (19) ele usou a mesma rede social para se defender de seus comentários do passado. “Muitas pessoas que acompanham a minha carreira sabem que quando eu comecei, eu me via como um provocador, fazendo filmes e contando piadas que eram ultrajantes e tabus”, confessou o diretor.

“Como eu já falei publicamente muitas vezes, conforme eu amadureci como pessoa, também amadureceram meu humor e meu trabalho”, completou. Gunn ainda admitiu que fez piadas ofensivas no passado, mas que não as faz mais.

Gunn é aguardado na Comic Com San Diego nessa sexta-feira (20) para falar sobre seu novo projeto, um filme de terror feito em parceria com a Sony.

Leia também: Marvel em 5 cenas: os momentos que levaram a “Vingadores: Guerra Infinita”

Carreira na Marvel

James Gunn foi escolhido para dar vida a saga dos “Guardiões da Galáxia” e, em 2014, foi lançado o primeiro filme, que se tornou um sucesso imediato. O diretor foi creditado por ampliar o tom de comédia dos filmes, beirando a sátira. Ele também esteve envolvido com “Vingadores: Guerra Infinita”, que reuniu os heróis intergalácticos com os Vingadores na Terra.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.