Tamanho do texto

A produção de filmes pornô é variada em todo o mundo e ainda não existe um consenso de qual país faz as melhores produções

A produção de filmes pornô é um negócio mundial: são poucos os países que não têm uma empresa dedicada a produzir esse tipo de filme e lucrar com isso. Assim como o cinema tradicional, o pornô tem particularidades em cada região onde é produzido, o que leva a uma pergunta: qual país faz o melhor pornô do mundo?

Leia também em Sexografia: Atriz pornô, Fernandinha Fernandez fala sobre escolha: "sempre fui muito sexual"

Sasha Grey é uma das atrizes de filmes pornô mais conhecidas no mundo inteiro
Reprodução
Sasha Grey é uma das atrizes de filmes pornô mais conhecidas no mundo inteiro

Enquanto a questão de qualidade é subjetiva, a de consumo é objetiva. De acordo com dados divulgados pelo PornHub , os Estados Unidos são o país que mais consome filmes pornô na internet, seguidos por Reino Unido e Canadá. O Brasil aparece na 10ª posição do ranking.

Leia também em Sexografia: "Quem quer ser do pornô tem que ter uma cabeça legal", diz ator Big Macky

Entretanto, não é uma unanimidade que o Estados Unidos são os donos do melhor pornô do mundo. Apesar das produções americanas serem as mais conhecidas e de grandes estrelas virem de lá, muita gente prefere os filmes de outros países.

Leia também: Indústria pornográfica é como o colegial, muito competitiva, diz Sasha Grey

Japão

No quesito de exoticidade, o Japão ganha disparado. Os filmes adultos japoneses são conhecidos pelos elementos exóticos – como os estereotipados tentáculos, que já viraram piada no mundo todo. Além disso, o país também é responsável pela disseminação dos hentais, os desenhos eróticos que muitas vezes são baseados em animes reais. Hoje, esse tipo de pornô é um dos mais buscados e assistidos em plataformas como o PornHub.

Leia também em Sexografia: Pornografia: modelo tradicional definha enquanto gigantes da tecnologia crescem

Rússia

Um pouco menos excêntrico, mas ainda fora do padrão, o pornô russo também tem muitos fãs em todo o mundo. As produções russas são caracterizadas pela aparência das mulheres. Os filmes que envolvem mulheres jovens são os mais buscados. Apesar da produção de pornografia ser proibida por lei na Rússia, adaptações eróticas de filmes clássicos produzidos no país representam boa parte da indústria pornográfica de lá.

França

Ainda na Europa, outros dois países que se destacam na produção de pornografia são França e Alemanha. No primeiro país, a indústria pornográfica é bastante rentável e os filmes são distribuídos em todo o mundo, angariando muitos fãs. Duas das principais estrelas francesas são Ava Addams e Anksa Kara, que hoje são expoentes de uma indústria que ganhou muita força durante a segunda metade do século 20.

Leia também: Ex-ator pornô choca pela semelhança com Rodrigo Santoro

Alemanha

O filme
Reprodução
O filme "Graf Porno und seine Mädchen" é um dos pioneiros da pornografia alemã

Na Alemanha, a pornografia voltou a se desenvolver após o período nazista, quando a lei imposta por Hitler que impedia a produção pornográfica foi derrubada. Hoje, a pornografia alemã engloba países que estão geograficamente próximos, como a República Tcheca, Eslovênia, Eslováquia, Áustria e Polônia. A produção atual se assemelha mais com a dos Estados Unidos, mas no século passado, a pornografia alemã teve várias correntes, entre elas a famosa a Sex-Welle, ou 'onda sexual', nas décadas de 1960 e 70.

Brasil

Fora da Europa e dos Estados Unidos, o Brasil se destaca como um dos principais produtores de pornografia do mundo. Nos anos 1970 e 80, a produção nacional de cinema era muito ligada à indústria erótica pelos filmes chamados de pornochanchadas, que não chegavam a ser pornô, mas eram carregados de erotismo e cenas de sexo explícito.

Hoje, o País tem a Brasileirinhas, uma das maiores produtoras de filmes pornô do mundo, e estrelas que já ganharam fama global, como Kid Bengala, Mônica Mattos e Júlia Paes.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.