Gusttavo Lima e Maria Rita
Reprodução/Instagram
Gusttavo Lima e Maria Rita


Maria Rita  não botou muita fé no comunicado enviado pela assessoria de imprensa de  Gusttavo Lima depois do vazamento de informações de que o  sertanejo havia sido contratado pelo prefeito de São Luiz, o menor município de Roraima, por R$ 800 mil, para ser uma das atrações da 24ª edição da vaquejada, em dezembro. O Ministério Público do estado investiga o caso.

Um dos trechos do texto diz que não cabe ao famoso verificar "as contas públicas para saber qual a dotação orçamentária que o chefe do Executivo está utilizando para custear a contratação". E, em outro, complementa: "Não pactuamos com ilegalidades cometidas por representantes do poder público, seja em qualquer esfera".


Baseada nessas explicações,  ela publicou no Twitter: " Gusttavo está errado. É justamente o artista (através de sua produção executiva) que tem que fiscalizar as contas do seu contrato, especialmente referente à Lei Rouanet, e shows para prefeituras, através do pagamento de impostos imediatamente após o recebimento do cachê". 


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários