Tamanho do texto

O jogador fez questão de abraçar a causa do Instituto Lico Kaesemodel. Além de Neymar, Priscilla Alcântara e Thayla Ayala são outros destaques da coluna

Fazendo o que mais gosta, o bem, Neymar aderiu à campanha "Eu Digo X", do Instituto Lico Kaesemodel. O objetivo é levar à sociedade informações sobre a existência da síndrome do X Frágil, condição genética que causa deficiência intelectual, problema de aprendizado e de comportamento, além de diversas características físicas peculiares. A doença, que afeta um em cada 3.000 meninos e uma em cada 6.000 meninas, é originada pela falta de uma proteína no cérebro e foi identificada na década de 1970.

Neymar posa para campanha beneficente
Divulgação
Neymar posa para campanha beneficente

Leia também: Para Luiza Ambiel, Luisa Marilac cita processo contra Mamma Bruschetta

De acordo com a psicóloga Luz Maria Romero, coordenadora do projeto, a parceria com o Instituto Neymar Jr, bem como a ação estrelada pelo atleta, "é importante porque as famílias ainda sentem dificuldade para tratar a síndrome, já que o diagnóstico não é simples e é muitas vezes confundida com o autismo." E tem mais. "Saber que uma criança pode estar sendo diagnosticada erroneamente é muito preocupante”, destacou o craque do Paris Saint-Germain, dono de uma sensibilidade aguçada. Ponto pra todo mundo!


Amor eterno amor!

Tal mãe, tal filha! Deise e Talita Cipriano
Reprodução
Tal mãe, tal filha! Deise e Talita Cipriano

"Saudade é dor que nunca acaba, mas que o tempo espaça para deixar a gente tocar a vida." Expressão que cai como uma luva para quem já perdeu alguém muito especial. Caso de Talita Cipriano, filha de Deise Cipriano, integrante do grupo Fat Family, que morreu na terça-feira passada, dia 12, após complicações de um câncer de fígado.

"Ainda não encontro palavras para definir meus sentimentos, estou postando essa foto para que seja a última com uma legenda triste. Infelizmente, não tenho mais a minha companheira e a pessoa que mais confiava nesse mundo. Só tenho a agradecer por ter cuidado de mim e ter me ensinado a ser uma mulher de caráter, por me ensinar a cantar, por me ensinar a ser culta. Te amo pra sempre, mamãe", escreveu Talita, que se destacou no "The Voice Kids" no ano passado, em um dos trechos de uma homenagem publicada no Instagram.

Na sequência, ela agradeceu: "Obrigada, Brasil, pelas mensagens e vamos que vamos cumprir o que minha mãe queria. A melhor cantora de todos os tempos está com Deus."

Por falar em homenagem...

Deise e Ricardo Boechat ganham homenagem na Zona Norte de São Paulo
Divulgação
Deise e Ricardo Boechat ganham homenagem na Zona Norte de São Paulo

A Avenida Engenheiro Caetano Álvares (perto do Fórum de Santana), na zona norte de São Paulo, ganhou um novo colorido pelas mãos de Anderson Grafite. O artista desenhou a cantora Deise Cipriano ao lado do jornalista Ricardo Boechat, de 66 anos, que morreu em queda de helicóptero no último dia 11, em São Paulo. "Obrigado, Senhor, por ter nos emprestado a Deise e o Boechat por esse período de tempo", publicou o grafiteiro. Já a cantora Simone Cipriano, irmã de Deise, não escondeu a emoção. "Que honra! Ficou linda essa obra de arte. O Fat Family agradece."

Violência de gênero

Thaila Ayala
Reprodução/Instagram
Thaila Ayala

Noiva do ator Renato Góes, que negou os rumores de que uma atriz casada teria dado em cima dele, Thaila Ayala não escondeu sua indignação com a repercussão do caso da empresária Elaine Peres Caparróz, de 55 anos, mãe do lutador Rayron Gracie, espancada durante cerca de quatro horas na noite do último sábado, dia 16, pelo advogado Vinícius Batista Serra, de 27.

"Mais uma mulher é vítima brutal de violência. A polícia prendeu o agressor em flagrante e já apontou o crime como feminicídio — ou seja — apanhou porque é mulher. O número de feminicídios no Brasil é crescente. Dado recente aponta que 12 mulheres são assassinadas todos os dias no nosso País. Elaine Caparróz escapou por pouco de entrar nessa estatística. Na internet muito se fala sobre ela. Pouco ou quase nada se fala sobre o agressor Vinícius Batista Serra. Não aceitaremos o julgamento moral da vítima. Queremos justiça", Thaila Ayala completou.

Leia também: Na gringa, Eduardo Costa se irrita em show e põe seguranças em ação; veja vídeo

Conversa musical

Priscilla Alcântara
Divulgação
Priscilla Alcântara

Nacionalmente conhecida pela participação no programa "Bom Dia & Cia" com Yudi Tamashiro (era deles o inesquecível bordão "Playstation, Playstation!"), Priscilla Alcântara hoje se dedica à música gospel e ao recém-lançado álbum "Gente", da Sony Music, que está disponível em todas as plataformas digitais. Agora, quem já estava com saudade da cantora e ex-apresentadora do SBT pode ficar tranquilo, porque ela segue repleta de planos.

Em entrevista exclusiva, Priscilla Alcântara, que não abriu mão de levar esperança e amor às famílias afetadas com o rompimento da barragem da Vale (mineradora multinacional brasileira) em Brumadinho, região metropolitana de Belo Horizonte, em Minas Gerais, fala sobre carreira em ascensão, críticas, dicas e truques de beleza, crescimento pessoal e, não menos importante, os limites entre exposição e privacidade na web. Abaixo, o papo na íntegra.

Priscilla Alcântara
Divulgação
Priscilla Alcântara

1. Sente o peso da carreira já extensa apesar da idade jovem?

P: Acredito que só se tornará um fardo pesado quando eu deixar de amar o que faço. Por enquanto, tenho me divertido muito!

2. Ainda que tenha crescido no meio artístico, você acabou se tornando uma personalidade com muito destaque. Como lida com essa questão e o que considera o pior e o melhor da fama?

P: Procuro me enxergar humana como qualquer outra pessoa que tenha qualquer outro ofício. Todos temos nossas responsabilidades. Sinceramente, não me importo com a fama, não destacaria nada dela. O "pior" talvez seja a desumanização do "famoso".

3. Roberta Miranda incluiu em seu repertório uma música evangélica lançada em 2012 pela cantora Lauriete. O que achou da ideia?

P: Deve ter feito sentido para ela e isso é o que importa. Lindo!

4. Como decide o que é público ou privado na sua vida? Como define seus limites entre exposição e privacidade?

P: Luto para permanecer longe da superexposição e só compartilho o necessário e o que sei que pode agregar ao meu público de forma positiva. Não falo sobre minha vida pessoal além do necessário. Por isso, uso minha arte para expor minha vulnerabilidade da forma mais sensata possível.

5. Olhando para o passado, se sente realizada? Acha que foi além do que imaginava ou ainda falta algo?

P: Plenamente realizada! Me sinto cumprindo o meu propósito e sei que toda a minha jornada colaborou para isso. Não sinto nada faltando. Sinto apenas que coisas novas sempre vão aparecer no caminho...

Capa do álbum Gente, da Priscilla Alcântara
Divulgação
Capa do álbum Gente, da Priscilla Alcântara

6. Quais as dicas e truques de beleza que acha que vale a pena compartilhar?

P: Uso de protetor solar diariamente e zinco líquido à noite.

7. Vi o Hugo Gloss elogiando seu CD. Qual a sensação de ter o trabalho reconhecido por um influenciador como ele? E a recepção do público? Recebeu alguma mensagem que te marcou?

P: Ter esse trabalho, em especial, reconhecido por tanta gente é vê-lo cumprindo o que "nasceu" para fazer. Então, só posso mesmo me alegrar! A recepção do público foi além do que imaginava. Pessoas entenderam as mensagens e pude colaborar na construção do "mindset" delas.

8. Ainda escuta pessoas soltando um "Playstation! Playstation!" em referência ao prêmio mais cobiçado da sua época no "Bom Dia & Cia"? Sente saudade da TV?

P: Ouço mais do que o meu próprio nome. O "Bom Dia" foi um acontecimento essencial na minha vida, mas não sinto falta. Estou realizada no meu "hoje."

9. Você orava pelo Yudi? Como recebeu a notícia da conversão dele?

P: Sempre orei. Até que um dia deparei com a foto dele se batizando. Tomei um susto e liguei querendo saber de tudo. O Yudi é um testemunho vivo!

10. Existe concorrência nos espetáculos de música gospel ou todos os artistas são unidos?

P: Hum... Só posso falar por mim. Procuro fazer o meu e colaborar com quem anda junto comigo. Infelizmente o "gospel" às vezes acaba sendo só mais um mercado.

Conta Bandeira

Jenny Miranda e Enrico
Estúdio Natalia Ledine
Jenny Miranda e Enrico

Criado pela fotógrafa americana Jessica Jill, o "Smash the Cake" (esmagar o bolo, na tradução livre) ganhou mais um adepto fofo: Enrico, de 9 meses, filho de Jenny Miranda e do jogador de futebol Artur Jesus. Só para se ter ideia: um cenário com muito verde, preto e marrom e estampas de zebra e de oncinha, inspirado no tema Safári — um clássico das festas infantis —, foi montado no Estúdio Natalia Ledine, que fica na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio, e contagiou a todos.

Que o diga Jenny, que se divertiu à beça com as reações do garotinho e acabou se melecando durante o ensaio. "Não basta ser mãe, tem que participar. Tive que entrar na brincadeira. Aproveitei e comi um pouco do bolo, que por sinal estava divino", disse à coluna. Por falar na filha da cantora Gretchen, ela está se despedindo do Brasil e indo para a Indonésia acompanhar o marido que foi contratado por um clube de lá.

Moda & beleza

Maria Ceiça
Oseias Barbosa
Maria Ceiça

Celebrar a ancestralidade. Essa é a proposta da nova coleção de sapatos da estilista Bárbara Malhano inspirada na primeira bailarina negra do Theatro Municipal do Rio de Janeiro, Mercedes Baptista. Segundo ela, as peças da linha Balé de Pé no Chão aparecem em um mix de tecidos, como cetim, tule e renda, e exaltam a feminilidade e o bom gosto com muito glamour e romantismo.

Para potencializar a divulgação, a marca preparou um incrível editorial com o que nos espera e convidou a atriz Maria Ceiça, que gravou recentemente um episódio da terceira temporada de "Sob Pressão", seu primeiro trabalho na TV Globo desde "Uga Uga", para ser a estrela do ensaio fotográfico. Por fim, neste sábado, dia 23, a atriz é presença confirmada no desfile de lançamento, no Euphoria Restaurante & Bar, na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio, assim como os atores Déo Garcez e Nill Marcondes.

Vale quanto pesa!

Leia também: Com e-mail escrito por Boechat, Alexandre Carlomagno homenageia jornalista

Se está puxado para um famoso que ganhou visibilidade após vencer um reality show, imagine para quem não está com essa moral toda? Seguindo os passos de outras celebs, ele acionou um app que faz aumentar o número de followers nas redes sociais. "Vira e mexe, a cara dele aparece no meu perfil", entregou um usuário. Pelo menos, o Instagram do cara já tem mais de 500 mil fãs. Tá?

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.