MC Trans, Pepita e Isa Potter repudiaram as falas do apresentador Luiz Esteves
Reprodução/Instagram
MC Trans, Pepita e Isa Potter repudiaram as falas do apresentador Luiz Esteves


As  falas infelizes de Luiz Esteves durante o Balanço Geral na tarde de segunda-feira (18) incomodaram profundamente a comunidade LGBTQIA+. Personalidades trans se revoltaram com o apresentador da TV Cidade, afiliada da Record no Ceará, e classificaram a tentativa de brincadeira como um ato criminoso.


No programa de hoje (19), o apresentador fingiu que nada havia acontecido e não pediu desculpas sobre seu comentário transfóbico. Procurei a TV Cidade para saber se há algum posicionamento oficial em relação a este episódio lamentável, e até agora estamos sem respostas.

"Vai ter muita gente dizendo que é mimimi e eu não tô nem aí. Pra mim isso é falta de respeito e educação. Fala como essas nos machucam e nos ferem todos os dias, uma pessoa como esse senhor não merece o lugar que ocupa. E depois eu tenho certeza que você vai dizer que foi brincadeira, e não isso não é brincadeira, isso é crime e você deveria responder por isso. Uma pena ter pessoas como você ocupando espaços na tv pra falar tanta merd@ e propagar ódio por aí. Associar um relacionamento com uma pessoa trans e travesti como se fosse um crime, como pode? Ridículo e nojento de sua parte", declarou a cantora Pepita pelas redes sociais.

No telejornal, o apresentador mostrava uma reportagem sobre um homem que havia sido sequestrado e assaltado após marcar um encontro por meio de um aplicativo de relacionamentos e soltou a seguinte fala:

"Sempre [tenha] um pé atrás antes de começar um relacionamento. Por trás de um perfil, de uma foto da internet... Um colega nosso aqui se deu mal, quase. Não vou nem dizer o nome. Ele entrou no aplicativo achando que era uma coisa, quando chegou lá viu que era um travesti. Pois é. Fique atento, tá?", disse Esteves.

A influencer e podcaster Isa Potter, recém-escalada para o Cruzeiro Colorido, primeiro reality show formado com um elenco inteiramente LGBTQIA+, disse que as palavras de Luiz Esteves provocam "facadas na alma" e que ajudam a perpetuar o preconceito contra pessoas trans e travestis.

"É surreal o desserviço que este apresentador traz para a TV cearense e para o Brasil, visto que o ataque transfóbico dele tomou proporção nacional graças à internet! A ANTRA (Associação Nacional de Travestis e Transexuais) em um dossiê traz através dos anos dados numéricos sobre o assassinato de pessoas trans e travestis, e o Ceará vem na frente como Estado que mais assasina e agride pessoas trans! Acho que ele como apresentador deveria ter noção do quanto é criminoso trazer falas como está para a TV. A emissora também deveria ter começado a fazer algo sobre estes crimes cometidos em TV aberta! Não se trata de opinião e sim de CRIME!", disse à coluna.

Quem também se revoltou foi a cantora MC Trans, que rasgou o verbo em um desabafo em vídeo em seu perfil no Instagram.

"Essa pessoa só pode ser imbecil, aliás, um imbecil transfóbico. Agora eu vou te perguntar uma coisa, Luiz Esteves. Você que é do Ceará, você sabia que foi em Fortaleza que a Dandara foi brutalmente assassinada? Você sabia disso querido? Você sabia que o Ceará é um dos estados que pessoas trans, mais migram para o Rio de Janeiro e São Paulo, chegam aqui e muitas das vezes são cafetinadas? Não sobrevivem para contar suas histórias?", desabafou.


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários