Personagens gays de Paixão de Gavilanes estão sob análise dos editores do SBT
Reprodução/Telemundo
Personagens gays de Paixão de Gavilanes estão sob análise dos editores do SBT


Paixão de Gavilanes estreou na última segunda-feira (16) na nova faixa de novelas do SBT e já deixou os fãs em estado de alerta por conta de uma cena que escandalizou a TV colombiana no mês passado: um beijo gay protagonizado pelos dois galãs da trama. Agora a emissora de Silvio Santos estuda o que fazer com este conteúdo.


A cena foi exibida originalmente em abril na Telemundo, emissora colombiana responsável pela novela, mais precisamente no 37º capítulo, e gerou uma grande repercussão no país. A fatia conservadora rejeitou o beijo e protestou nas redes sociais. E quem protagoniza o ato de amor são os atores Ángel de Miguel e Jeronimo Cantillo, que interpreta Dixon no remake de Rebelde recém-lançado pela Netflix.

A coluna procurou o SBT para saber se a cena será mantida na trama original, já que em outras novelas houve recursos de edição e dublagem para transformar personagens gays ou bissexuais em heterossexuais, alterando completamente o curso da história. E a resposta que tivemos é que o material está sob análise.

"A novela foi comprada recentemente e o SBT ainda não teve tempo suficiente para checar a trama por completo, portanto não podemos nos posicionar a respeito da exibição desse capítulo e nem quando irá ao ar. O público saberá no momento oportuno pelas chamadas e vinhetas da emissora", disse o SBT em nota.

Paixão de Gavilanes tem cena de beijo gay sob análise no SBT
Reprodução/Telemundo
Paixão de Gavilanes tem cena de beijo gay sob análise no SBT


O que a coluna apurou é que "os tempos são outros" no SBT, e questões de gênero e sexualidade deixaram de ser um tabu nas novelas exibidas pela casa. As fontes consultadas asseguraram que a cena somente não irá ao ar na íntegra se houver impedimentos por parte da classificação indicativa, já que Paixões de Gavilanes é exibida às 14h.

O medo de parte dos telespectadores é que o SBT já barrou personagens gays ou bissexuais no passado. Em 2014, quando exibiu Sortilégio, a emissora cortou as cenas de romance entre Ulisses (Julián Gil) e Roberto (Marcelo Córdoba), que na versão original apareciam seminus na cama. Com edição e dublagem, os rapazes, que eram bissexuais, se tornaram heterossexuais.

Em 2017, a história de amor dos personagens Diego (José Eduardo Derbez) e Leo (Diego de Erice) foi eliminada da novela Que Pobres Tão Ricos, sob o pretexto de que a trama não se encaixava nas determinações da classificação indicativa.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários