Gustavo Nolasco apresenta os telejornais da TV Centro América
Reprodução/Instagram
Gustavo Nolasco apresenta os telejornais da TV Centro América


A variante Ômicron segue fazendo estragos nas emissoras de todo o país e a nova vítima da vez é a TV Centro América, afiliada da Globo em Sinop, que abrange todo o norte do Mato Grosso. Por conta da falta de profissionais, ela terá que cancelar seus telejornais e pediu socorro à matriz de Cuiabá, localizada na capital do Estado.


Quem fez o anúncio da paralisação dos trabalhos foi o apresentador Gustavo Nolasco, que encerrou o MT1 de sexta-feira (14) avisando que a partir de segunda-feira (17) os telejornais locais sairão da grade por alguns dias, até que as equipes da emissora sejam recompostas.

"Como nenhuma área está livre dos riscos, as nossas equipes que atuam na linha de frente da cobertura também sofrem as consequências. Muitos colegas estão se recuperando em casa ou aguardam o resultado dos testes para diagnóstico da Covid e da Infleunza. Por isso, nos próximos dez dias, as notícias da nossa região você vai acompanhar no Bom Dia Mato Grosso e no MT1 da capital", avisou o apresentador Gustavo Nolasco.

Leia Também

A decisão foi comunicada a todos os telespectadores da região de Sinop e ficou a promessa de que se a equipe conseguir se recuperar antes dos dez dias de suspensão dos trabalhos, eles retomarão as transmissões ao vivo na afiliada.

Esse caso não é o único entre as afiliadas da Globo pelo país. Aqui na coluna eu já havia antecipado no início da semana que a TV Tem de Bauru, no interior de São Paulo,  teve que suspender seus noticiários e pedir socorro à afiliada de São José do Rio Preto.

A mesma situação ocorreu com a TV Tem de Itapetininga, também no interior de São Paulo, que sofreu com o surto de Covid-19 e tem contado com a ajuda da afiliada de Sorocaba.

Confira o comunicado apresentado por Gustavo Nolasco na TV Centro América:


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários