Tamanho do texto

Entrevista com o diretor de “O Segredo de Davi”, novo filme de Marieta Severo e Matthew McGonaughey em app são destaques da coluna bastidores

Não é todo mundo que consegue lançar um filme no Brasil. Muito menos fazê-lo com menos de 30 anos a partir de uma ideia completamente original e sendo o filme em questão um suspense psicológico dado a experimentalismos. O feito de Diego Freitas , responsável por “ O Segredo de Davi ”, destaque deste final de semana nos cinemas brasileiros, é especialmente notável.

Cenas dos bastidores de
Divulgação
Cenas dos bastidores de "O Segredo de Davi", filme de Diego Freitas estrelado por Nicolas Prattes

O suspense que tem Nicolas Prattes como protagonista mostra um jovem estudante de cinema em um processo intenso de descoberta da própria identidade. Freitas conta que teve a ideia a partir de uma situação que viveu. Ele deixou a cidade de Mairiporã, localizada a 320km de São Paulo, para ir à capital batalhar por uma bolsa de estudos. Foi durante esse período, em que ele tinha 18 anos, que teve o estalo: “Se um garoto tivesse que matar para ter sua família de volta? Esse foi o ponto de partida do filme”.

Leia também: Com ecos de "Gossip Girl" , "Elite" é novo aceno da Netflix ao público teen

A carência de afeto foi a semente para Davi que foi se formando com o tempo. “Ele existe como projeto mesmo há cinco anos”, revela sobre a longa gestação desse seu primeiro filme.

O cineasta não esconde a ansiedade com a performance comercial do longa. Ele acredita que o tema, um serial killer em formação e o fato de Prattes estar no ar e com destaque na trama das 19h da Globo, “O Tempo Não Para”, devem ajudar. Ele tem consciência, porém, de que batalhar por espaço nos multiplexes em meio a tantos blockbusters americanos e filmes nacionais mais caros é algo ingrato. “Muitas vezes o filme não chega ao público. Mas tenho esperança”.

Divulgação
"O Segredo de Davi"

Ele diz que seu filme, que custou muita dedicação e tempo para obter todo o financiamento, é um dos mais baratos lançados comercialmente no Brasil em 2018. “Ele tem 1/5 do orçamento de “As Boas Maneiras’, por exemplo. “Tínhamos muito pouco dinheiro. Justamente por isso, esse é um filme muito artesanal. Uma única cena de assassinato durou seis meses para finalizar”. Freitas faz uma deferência à “galera corajosa” que topou participar desse projeto que abraça o “realismo fantástico” que é “um cinema que a gente ama”.

E cinema que Freitas ama é o de Darren Aronofsky a quem ele coloca como referência suprema para seu filme. “Tentei fazer com a câmara e a evolução da narrativa o que ele faz com a Natalie Portman em Cisne Negro”. Mas essa não é a única referência presente no suspense. “Esteticamente pegamos referências do (Guillermo) Del Toro e “Corrente do Mal”. Norman Bates, claro, foi uma super inspiração”, diverte-se o cineasta.

Leia também: "A Freira", "Slender Man" e os filmes de terror mais aguardados de 2018

Pra boi dormir

Matthew McGonaughey está colocando seus talentos vocais para um novo uso. O ator assinou um contrato com um novo aplicativo chamado “Calm” para ler histórias para fazer os ouvintes dormirem. Quem baixar o app vai poder curtir a voz do ator em histórias, além de mensagens reflexivas e de incentivo. A primeira semana é gratuita, depois assinante tem que pagar US$ 12,99 para continuar com o serviço.

Parceria

Naiara Azevedo participa de nova música de Ro Nunes
Divulgação
Naiara Azevedo participa de nova música de Ro Nunes

Naiara Azevedo fez uma participação em O Pá da Porta, nova música de trabalho de Rob Nunes. A faixa foi gravada durante o DVD do cantor gravado em Goiânia. "O convite foi feito por conta da amizade do meu empresário com o marido dela, tivemos a ideia de tê-la com a gente porque é um dos nomes mais expressivos na música sertaneja", conta Nunes sobre a parceria.

Mulheres na música

O streaming musical Spotify desenvolveu um novo projeto com o objetivo de aumentar o número de mulheres atuando por trás do microfone na indústria musical. O EQL Directory é um banco de dados desenvolvido pela SoundGirls - uma organização sem fins lucrativos dedicada a expandir oportunidades para mulheres na música - e possibilitada pelo Spotify. A ideia é que as mulheres coloquem suas capacitações e se tornem disponíveis para mais trabalhos na área.

"Enfrentamos o mito de que não há muitas mulheres capacitadas trabalhando em áudio, e por causa disso as pessoas nem se dão ao trabalho de procurar. O EQL Directory prova que isso não é verdade", diz Karrie Keyes, co-fundadora da SoundGirls e engenheira de som de longa data do Pearl Jam.

Leia também: Hysteria busca mudar a representatividade feminina no audiovisual

Cinema nacional

Suspense com Marieta Severo começa a ser rodado no Rio de Janeiro
Divulgação
Suspense com Marieta Severo começa a ser rodado no Rio de Janeiro

Começou na Ilha de Paquetá, no Rio de Janeiro, a gravação de “Noites de Alface”, longa protagonizado por Marieta Severo. O longa conta a história de Otto (Everaldo Pontes), um velho ranzinza e fechado, que depois da morte da esposa Ada (Severo) se vê obrigado a estreitar sua relação com os moradores da vila onde vive e assiste ao cotidiano da vizinhança ao mesmo tempo em que mergulha em histórias de suspense , que embalam suas noites de insônia. O filme é escrito e dirigido por Zeca Ferreira.

    Leia tudo sobre: músicas
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.