Bial e Maria Beltrão se emocionam ao falar de Jô Soares
Reprodução/vídeo
Bial e Maria Beltrão se emocionam ao falar de Jô Soares

"Seu maior talento era a generosidade", declarou a apresentadora Maria Beltrão ao se referir a Jô Soares, que mereceu todas as homenagens do programa É de Casa na manhã deste sábado (6), na Globo.

Um VT com alguns momentos marcantes do artista abriu a atração, que seguiu prestando reverência ao artista, morto nesta sexta-feira (5), aos 84 anos. 

"Quando alguém como Jô se vai a gente fica com vontade de abraçar o seu legado, reler os livros, ver o filme", analisou Beltrão. 

Em outro bloco do programa, Pedro Bial fez uma participação especial, comentando a importância de Jô Soares em sua trajetória. "Ele viu em mim talentos que eu não sabia que tinha", declarou. Jô, cofirmou Beltrão, enxergava o melhor em nós. 

O programa também revisitou o momento em que Jô, em seu programa, trocou de lugar com Bial. O jornalista confessou que teve um "pequeno surto" naquele instante. Ao dizer o que aprendeu com Jô, Bial resumiu em uma frase: "O humor é mais do que fazer graça". Emocionado, Bial encerrou sua participação lendo a frase final do segundoo volume da biografia de Jô Soares. 

Fábio Porchat foi outro que participou das homenagens ao artista. O programa reproduziu a primeira aparição do humorista no talk show de Jô Soares, quando, aos 18 anos, ele pediu para fazer uma esquete - e conseguiu. Fábio lembrou ainda outras vezes que esteve no sofá do Jô e relatou a importância dele em sua carreira. 

O programa contou ainda com depoimentos de colegas de trabalho do artista, como Ana Maria Braga, Cláudia Raia, Glória Pires e outros. 





    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários