Jô Soares morreu aos 84 anos
TV Globo/Divulgação
Jô Soares morreu aos 84 anos


Jô Soares faleceu na madrugada desta sexta-feira (5) em São Paulo, onde tratava uma pneumonia em um hospital desde 25 de julho. O apresentador e humorista construiu uma trajetória marcante na televisão brasileira e recebeu diversas homenagens de famosos, que prestaram homenagens nas redes sociais. 

+ Entre no  canal do iG Gente no Telegram e fique por dentro de todas as notícias sobre celebridades, reality shows e muito mais!

Colega de trabalho por anos na Globo, Ana Maria Braga expressou que teve "a honra de conhecer e conviver com esse jornalista e humorista tão talentoso e querido de todos nós"."Hoje o dia amanheceu mais sem graça. Vá em paz meu amigo", completou a apresentadora. 


Uma entre as várias atrizes que passaram pelo "Programa do Jô", Lilia Cabral elogiou a trajetória de Jô e afirmou que o apresentador é a "alegria" dela desde a infância. "Minha alegria de tantos anos, com personagens inesquecíveis, seu talento absoluto, sua história emocionante. Acordei cedo, vou para SP, abro as notícias e vejo sua foto. Chorei, fiquei muito triste. Acho que ele sempre soube o quanto eu gostava dele, queria que soubesse mais. Obrigada querido por ser tão parceiro e querido em todas as entrevistas, obrigada pelo respeito e por me ensinar tanto", expôs. 

+ Siga também o perfil geral do Portal iG no Telegram !

A também atriz Bárbara Paz agradeceu Soares por toda a carreira: "Obrigada por tudo, Jô! Teus ensinamentos e tua risada ficam! Um homem inteligentíssimo, engraçado e humano! Vai fazer muitos falta! Aplausos e muitas risadas no céu, que lá vem história". 

A apresentadora Adriane Galisteu também publicou agradecimentos ao humorista, "por tantas risadas, conversas e todos os ensinamentos". "Meu Deus o mundo sem você. Meu amado amigo, diretor, conselheiro, vizinho. Que tristeza. Você sempre foi cercado de amor e sempre será assim! Vou seguir te aplaudindo e através de suas obras aprendendo com você", disse.

Zélia Duncan declarou que o "Brasil perdeu hoje um artista único". "Um comediante que amava seu ofício acima de tudo, um ator fora de série. Um entrevistador brilhante. Um cidadão que amava seu país e seus amigos. Jô Soares, obrigada por tanto", ponderou. 

Já a cantora Ana Carolina celebrou que teve "a honra" de participar do "Programa do Jô". "Dia triste. Jô inesquecível, que acompanhei desde pequena, com o genial 'Viva o Gordo'. Mais tarde, tive a honra de sentar no seu concorrido sofá e me divertir com esse ser humano tão especial, inteligente e afetuoso", acrescentou. 

Thiaguinho relembrou a passagem pelo programa da Globo ao prestar homenagem ao apresentador: "Descanse em paz, Jô Soares. Foi uma honra te conhecer, ser entrevistado, bater papo e sentir de perto toda essa genialidade e educação. Obrigado por tanto carinho de sempre e continuarei assistindo as grandes entrevistas que você nos deixa! Meu respeito e admiração, Jô. Meus sentimentos a família". 

Monica Iozzi se descreveu "tristíssima e desolada" com a notícia da morte de Jô. "Acredito que a maioria das pessoas que me acompanham não fazem ideia da sua importância em minha vida. Nos próximos dias vou tentar compartilhar minha história com você por aqui. Para te homenagear. Para mostrar pras pessoas que, além de uma artista genial, você também era uma cara excepcional, doce e carinhoso. Como sentirei sua falta! Sentirei falta dos conselhos, das risadas, dos abraços, dos papos sobre política, sobre a história da TV, sobre a vida. Te amo, gordoto, para sempre", desabafou. 

Atualmente no comando do "Encontro", Patrícia Poeta avaliou como "admirava demais" Jô Soares: "Ele fazia parte das nossas vidas… da vida de nossas famílias. Seu talento atravessou gerações. Era um profissional incrível: humorista, escritor, diretor, apresentador. Obrigada pelas risadas, Jô. Obrigada pelas conversas, pelas mensagens sempre muito generosas… Descanse em paz."

A apresentadora Fernanda Gentil afirmou que teve a "honra" de sentar no sofá de Jô duas vezes, algo que ela disse "entrar no currículo de qualquer pessoa". "Não é uma simples ida a um programa de televisão. É estar de frente com um mestre; do humor, do jornalismo, da entrevista, da inteligência, da sacada rápida, do improviso, e de tantos outros aspectos que fizeram dele, o nosso Jô. 'Nosso' porque quando alguém entra na sua casa através de uma tela ou rádio para te fazer pensar, refletir, rir e distrair, a identificação é imediata. E se se identifica, a gente se sente perto. E se está perto, é um pouquinho nosso sim. Nosso Jô deixa um legado de ensinamentos para quem é contemporâneo dele, para quem veio antes e para quem está chegando agora. Também vai ser fundamental para quem ainda nem chegou. Afinal, ícones são assim - nascem iluminados, crescem como estrelas, vivem como referências e morrem como imortais. Obrigada, Jô. Por ter me recebido sempre tão bem no ar, pelas palavras e incentivo fora dele, e pela aula que você dava enquanto fazia o que nasceu para fazer: brilhar. Vai com Deus", completou. 

O jornalista Zeca Camargo reconheceu como "muita gente hoje vai lembrar do dia em que levou um 'beijo do Gordo'". "O meu (e olha que foram dois) foi inesquecível. Mas para lembrar esse gênio que mudou a TV brasileira (sempre para melhor), eu compartilho aqui o dia em que eu dei beijo no Jô. Em inglês, que ele falava impecavelmente, existe a expressão 'game changer', perfeita para alguém que, como o Jô, chega num cenário conhecido e aponta para uma nova direção. E é assim que Jô Soares sempre será lembrado. Com um carinho imenso", ponderou. 

+ Assista ao "AUÊ", o programa de entretenimento do iG Gente:


Veja mais homenagens: 













    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários