Amber Heard e Johnny Depp foram condenados por difamação
Reprodução
Amber Heard e Johnny Depp foram condenados por difamação

Condenada a pagar US$ 10 milhões a Johnny Depp, Amber Heard vai recorrer da decisão desfavorável no processo que envolve difamação, relatos de abusos e violência doméstica. A informação foi confirmada pela advogada da atriz, Elaine Bredehoft, em entrevista ao "NBC's Today", programa dos Estados Unidos.

"Amber tem motivos excelentes para recorrer. Ela foi demonizada. Várias coisas foram permitidas nesse tribunal, que jamais poderiam ter ocorrido, o que deixou o júri confuso", disse a advogada.

Como forma de embasar os argumentos, Elaine citou um processo no Reino Unido em que a corte decidiu contra Johnny Depp. Na época, o ator tinha processado o jornal "The Sun", que se referiu a ele como "espancador de esposas".

"O tribunal decidiu isso e não fomos autorizados a dizer isso ao júri. Naquela época, o tribunal descobriu que Depp havia cometido, pelo menos, 12 atos de violência domética, incluindo violência sexual contra Amber. Então, o que a equipe de Depp aprendeu com isso? A demonizar Amber e suprimir as evidências".

No programa de TV, Elaine foi questionada se Amber Heard tem condições de pagar o processo e a advogada negou. "Com certeza, não".

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários