Gizelly Bicalho assume tratamento diferente entre pipocas e camarotes
Reprodução/Montagem 23.03.2022
Gizelly Bicalho assume tratamento diferente entre pipocas e camarotes

A ex-BBB Gizelly Bicalho não esconde a decepção com a 22ª edição do 'Big Brother Brasil'. Nesta quarta-feira (23), a ex-participante foi convidada para comentar os últimos acontecimentos do reality na live do iG Gente. Na conversa, a advogada revelou que a direção do programa tem um tratamento diferente entre 'pipocas' e 'camarotes' e se mostrou insatisfeita com o anti-jogo de Pedro Scooby.

Com o resultado do paredão dessa última terça-feira, que eliminou Laís Caldas, Gizelly Bicalho comentou o tratamento dado pela direção pós-eliminação para os "anônimos". Para ex-sister, é nítida a diferença em que participantes do grupo 'camarote' são tratados diante da rejeição.

"Eu tenho um carinho muito grande pelos pipocas. Sabe por quê? Entrar pipoca é muito diferente de entrar camarote. Inclusive, eu vejo até uma diferença no tratamento pós-bbb", confessou.

A médica Laís Caldas foi a nona eliminada do reality com uma das maiores rejeições (91,25%). Para Gizelly, a saída da sister ilustra um cenário desanimador. "Infelizmente, esse ano o reality não está entregando o que ele já entregou antes. Para falar a verdade, eu não quis assistir, já sabia que ela ia sair. Porque todos os paredões estão sendo assim, não é? É muito previsível", apontou.

Apesar de prever o resultado, a ex-BBB conta que ficou chocada com a porcentagem de votos direcionados a médica. "O que foi imprevisível para mim foi uma rejeição de 91%. O que essa menina fez para ser tão rejeitada dessa forma? Eu não consigo entender", pondera.

Para a advogada, o embate com Arthur Aguiar foi determinante para a rejeição de Laís. "Eu tenho certeza que é por conta da Laís, uma mulher, ter se posicionado contra um homem que o Brasil está amando", continuou, "Ela se manteve firme ali na opinião dela: 'Ó, eu, eu estou contra ele'”.

Apesar do desânimo em relação ao "BBB 22", Gizelly revelou ter mandado uma mensagem de apoio para a recém-eliminada. "Hoje eu acordei e mandei um texto para Laís, 'olha, Laís, boa sorte aqui fora, que Deus te abençoe'', e explica, "É dessa forma que a gente tem que ser recebido depois de um confinamento. Com acolhimento".

Em contrapartida, Gizelly Bicalho está nitidamente inconformada com as atitudes do surfista Pedro Scooby dentro da casa mais vigiada do Brasil. Para a ex-sister, o atleta age com indiferença dentro do programa, como se para ele estar ali não fosse importante.

Leia Também

Leia Também

"Tem gente que não quer estar lá, tem gente que é tipo ‘ai, eu quero ir para o paredão, ai eu não quero jogar a prova’. Pelo amor de Deus. Tem milhares de brasileiros sonhando em estar naquele programa e eu vejo uma pessoa, nada contra o ser humano, ele parece ser um cara super do bem, mas ele não quer estar lá e tem brasileiro lutando há anos para entrar naquele programa", aponta.

Gizelly ainda revelou na live um conselho dos diretores antes dela entrar no "BBB 20". "Os diretores vão no nosso quarto, no hotel e falam, a regra é clara, não vá para o paredão, porque se você for, você pode sair", explicou.

"Quer se colocar no paredão? Pelo amor de Deus, valorize a sua oportunidade. Eu entendo que tem gente que não está lá por 1,5 milhão, que não estão lá por esse dinheiro, mas cara, finge que você está e valoriza essa oportunidade única na sua vida", aconselhou a advogada criminal.

Grata pelas portas que se abriram após o reality, Gizelly Bicalho defende com forças a importância do programa e relembra as mudanças que aconteceram em sua vida após o confinamento. "Essa experiência mudou a minha vida, mudou a vida da minha família, eu consigo ter estabilidade financeira agora e o trabalho que eu faço com as pessoas tomou uma proporção nacional", assumiu.

Assista a live completa:




    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários