Jair Bolsonaro, presidente do Brasil
Reprodução
Jair Bolsonaro, presidente do Brasil

O presidente Jair Bolsonaro ( sem partido), voltou a falar neste sábado, 6, sobre a morte da cantora sertaneja Marília Mendonça . Em vídeo publicado em uma rede social, Bolsonaro diz que a morte de Marília provoca "sentimento de profundo vazio" e pede "a Deus que conforte a ela e aos familiares" das outras quatro pessoas que estavam na aeronave e que também morreram.

"Obviamente o dia de ontem (sexta, 5) foi bastante proveitoso para nós, mas também um dia triste pelo passamento da cantora Marília e mais quatro pessoas que estavam na sua aeronave. Mas essa é a vida", disse Bolsonaro. Bolsonaro lembrou que a cantora deixa um filho de dois anos e recordou que, quando foi vítima de uma facada em 2018, pediu a Deus que a filha, Laura, não ficasse órfã.

"E agora com a Marília aconteceu esse acidente lamentável, com mais quatro passageiros, e ela deixou um garoto de 2 anos. É a nossa vida, é o sentimento de profundo vazio, que acontece no nosso meio quando uma pessoa de nossa família ou de conhecimento nosso pela sua vida, seu profissionalismo, nos deixa. Pedimos a Deus que conforte a ela e aos familiares dos quatro que estavam com ela na aeronave”, completou o presidente.

Na noite de ontem, 5, Bolsonaro já havia prestado mensagens de condolências pela morte da cantora. Em sua conta do Twitter, o presidente afirmou que "o sentimento é de que perdemos alguém muito próximo".

Marília Mendonça morreu aos 26 anos, na queda de um avião de pequeno porte próximo a uma cachoeira na serra da cidade de Piedade de Caratinga, no interior de Minas Gerais, na tarde desta sexta-feira, 6. Além dela, também estavam na aeronave seu tio, produtor, o piloto e copiloto. Segundo a Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig), o avião atingiu cabos de uma torre de alta tensão antes de cair. Ninguém resistiu ao acidente.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários