Marília Mendonça morreu após a queda do avião que a levava ao interior de Minas Gerais
Reprodução/Instagram
Marília Mendonça morreu após a queda do avião que a levava ao interior de Minas Gerais


Após  morte da cantora Marília Mendonça nesta sexta-feira (5), o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) fez homenagem à cantora nas redes sociais e disse que a sensação é de que "perdeu alguém próximo". A Secretaria da Cultura (Secult) também publicou uma nota de pesar nas redes sociais.





"O país inteiro recebe em choque a notícia do passamento da jovem cantora sertaneja Marília Mendonça, uma das maiores artistas de sua geração, que com sua voz única, seu carisma e sua música conquistou o carinho e a admiração de todos nós", começou Bolsonaro.

Leia Também

"O sentimento é de que perdemos alguém muito próximo, já que Marília sempre esteve presente em nossas vidas através de suas canções", continuou.

"Neste momento de profunda dor e tristeza peço a Deus que console o coração de seus fãs e, em especial, de seus amigos e familiares, bem como das demais vítimas do acidente. Que a dor da saudade dê lugar à certeza de que a morte não é o fim. E que Deus conforte a todos", concluiu.


O presidente se pronunciou depois da Secult. "É com imenso pesar, que lamentamos a morte da cantora Marília Mendonça, de toda a tripulação e passageiros", começou a thread do Twitter, passando rapidamente pela vida e carreira da cantora, relembrando seus maiores sucessos .

Leia Também

"Marília Mendonça deixa um legado para a música regional brasileira e cultura do Brasil. Certamente não será esquecida. Nossos sentimentos aos familiares e amigos. Descanse em paz, 'cantora do mundo' #EquipeSecult", terminou.



    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários