Patrícia Leitte
Reprodução/Instagram
Patrícia Leitte

Rejeitada com 94,26% dos votos num paredão triplo no “BBB 18”, Patrícia Leitte sentiu na pele a dor de ser “cancelada” na web por conta de atos que teve no reality show .

Em live realizada com Márcia Goldschmidt no Instagram, a loira revelou que pensou em tirar a própria vida. “Sofri muito. Pensei em suicídio, por isso eu falo que cancelamento é muito difícil”, disse Patrícia: “Eu ia pular do sétimo andar de cabeça e Deus não deixou. A minha irmã sentiu que eu ia fazer isso, porque eu não aguentava mais as pessoas me agredindo, as pessoas dizendo coisas que eu não era”.

Em seguida, a ex-BBB detalhou seu plano: “Planejei tudo. Deixei uma carta escrita. A gente almoçava todo mundo junto na casa da minha irmã e nesse dia eu pedi para minha mãe ir que eu ia depois, mas eu não ia depois... Porque eu ia pular. Aí, minha mãe foi pra lá Quando ela chegou sem mim e a minha irmã sentiu. Ela chegou a tempo e eu estava para pular”.

Ainda durante o papo, Patrícia contou que foi proibida, na época, de ir ao colégio do filho de 11 anos porque as crianças faziam bullying com ele por causa das atitudes da mãe no programa.

Por fim, ela falou comentou sobre Karol Conká, do "BBB 21", que vem recebendo uma gama de crítias. "Não sei como a Karol Conká vai encarar o que tem esperando por ela aqui fora. Nunca falei isso pra ninguém, mas eu to falando porque eu me sinto na obrigação de falar sobre essas coisas que estão falando da Karol Conká. Tudo bem que ela tá fazendo merda, mas gente, vamos maneirar. Porque eu sei o que eu passei".

    Leia tudo sobre: BBB

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários