José de Abreu presta homenagem de mau gosto para Diego Maradona
Gustavo Garello/Jam Media/Getty Images  
José de Abreu presta homenagem de mau gosto para Diego Maradona


Diego Maradona morreu nesta quarta-feira (25). Figura marcante na vida de muitos, o jogador ganhou uma série de homenagens, entre elas uma do ator José de Abreu , que relembrou uma vez que encontrou o craque argentino ao vivo. O que chamou a atenção, no entanto, foi o tom de chacota do texto publicado pelo artista.

"Conheci Maradona no carnaval, camarote da Brahma, no sambódromo. Ficou num chiqueirinho na área VIP. Acho que foi o primeiro a ganhar tal honra. Rosto deformado, gordo e bravo, muito bravo. Obviamente cheiradaço, branco como cera, suava em bicas. Era o que menos se divertia", escreveu Abreu em seu Twitter.

Após as críticas, o ator apagou a postagem. Apesar de afirmar que corrigiria algumas informações, ele não mudou de ideia sobre o tom do texto. Logo em seguida, ele fez a postagem novamente, acrescentando "RIP" no final.


"O vício é uma doença gente, a família sofre, os amigos perdem, mas quem mais sofre são eles... Vamos respeitar a dor alheia", disse uma internauta em resposta à 'homenagem'. "Maradona deixa um legado que vai além do esporte. Muito contribuiu para defesa da Democracia Latino Americana, trata-se de um legado político. Não o resuma aos vícios, dependência química não é engraçada. Quando não se tem algo decente para falar, o silêncio é mais poético", disse outra.



Depois, o ator voltou e disse que respeita a memória do craque. "Respeito muito mais a memória de Maradona contando a verdade que só vir aqui incensá-lo. Ele foi vítima, não algoz. No Brasil viciado é bandido. No mundo real é vitima". Em outra postagem, ele afirmou: "Eu estou aqui para confundir, não para esclarecer. Pensem, apenas pensem. E vocês, jovens 'inteligentes' que odeiam velhos, aceitem o conselho de Nelson Rodrigues: 'envelheçam'. Ja que a outra opção é a morte".





Morte de Maradona

O anúncio da morte de Maradona foi feito pelo argentino "Clarín". O astro do futebol, que marcou época defendendo a seleção do seu país e o Boca Juniors , não teria resistido uma parada cardiorrespiratória.

Maradona passou mal pela manhã. Seis ambulâncias foram chamadas para atender o ex-jogador, mas os médicos não conseguiram salvá-lo.

Maradona havia deixado o hospital há duas semanas após ser internado para tratar uma hematoma no cérebro. Depois disso o ex-camisa 10 da Argentina foi levado para casa, na cidade de Tigre, região metropolitana de Buenos Aires, para terminar a recuperação. A recomendação médica é que Maradona cuidasse principalmente da dependência química de remédios e de álcool.

Com uma carreira rodeada de polêmicas e o vício em drogas, também atuou como técnico da Seleção Argentina entre 2008 e 2010. Também ocupou o cargo de vice-presidente da Comissão de Futebol do Boca Juniors e foi comentarista esportivo e apresentador de televisão.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários